Jornal Tribuna Ribeirão

De volta após 12 anos, Cristiano Ronaldo assina contrato com o Manchester United

Livre para negociar com outros clubes depois que re­velou que não queria mais continuar na Juventus, o craque português Cristia­no Ronaldo está de volta ao Manchester United. O anún­cio, nas redes sociais, foi fei­to nesta sexta-feira (27). Ele chegou a ser especulado no Paris Saint-Germain e pro­vocou rumores de que havia acertado verbalmente com o Manchester City, mas seu destino é o mesmo de onde saiu em 2009 para se transfe­rir ao Real Madrid: a cidade de Manchester.

Cristiano Ronaldo retorna para onde começou a cons­truir a sua trajetória de sucesso internacional. Foi pelo Man­chester United, na temporada 2007-2008, que ele conquistou pela primeira vez o título da Liga dos Campeões da Europa e o prêmio de melhor jogador do mundo pela Fifa.

Seu desafio agora será re­colocar o Manchester United entre os principais clubes do mundo. O time inglês não ven­ce a Liga dos Campeões desde a sua saída e seu último título do Campeonato Inglês foi em 2012-2013. A conquista recen­te mais significativa foi a Liga Europa da temporada 2016- 2017 – na última edição desta competição continental, foi vice ao perder na final para o Villarreal, da Espanha.

Cristiano Ronaldo dei­xou a Juventus depois de três temporadas, período no qual conquistou dois títulos do Campeonato Italiano, da Copa da Itália e da Supercopa da Itália. Ele se despediu dos companheiros de elenco nes­ta sexta-feira (27). Na entre­vista coletiva, o técnico Mas­similiano Allegri disse que o jogador “não tinha mais a intenção de ficar”.

Revelado pelo Sporting Lisboa, Cristiano Ronaldo chegou ao Manchester Uni­ted aos 18 anos, na tempora­da 2003-2004. Saiu seis anos depois já consagrado como um dos grandes nomes do futebol mundial, com nove títulos conquistados, incluin­do três edições do Campeo­nato Inglês, além da Liga dos Campeões e do Mundial de Clubes da Fifa de 2008.

No Real Madrid, o portu­guês teve ainda mais sucesso internacional com mais quatro título da Liga dos Campeões e outras quatro eleições de me­lhor do mundo, entre 2013 e 2017. Trocou o clube espanhol pela Juventus em 2018 sendo não apenas o ídolo máximo da atual geração de torcedores como maior artilheiro da his­tória do Real, com 450 gols em nove temporadas.

Deixe o seu comentário:

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com