Dire Straits faz show histórico na Recra neste sábado

0
3988

Reunir velhos amigos que fizeram parte de discos icô­nicos e diferentes turnês da banda inglesa Dire Straits é a proposta do projeto Dire Straits Legacy, com alguns dos músicos que já tocaram em algumas formações – Phil Palmer, Alan Clark, Dan­ny Cummings, Mel Collins, Andy Treacey, Mickey Feat, Primiano Dibiase e Marco Caviglia –, mas sem Mark Knopfler, guitarrista, cantor e compositor reconhecido como um “gênio” das guitar­ras. A turnê pelo Brasil, que começou em 2017 e já passou por várias capitais, termina em 27 de janeiro, último sá­bado do mês, na Sociedade Recreativa e de Esportes de Ribeirão Preto (Recra).

O show na Recra terá as participações especiais de Trevor Horn, ex-vocalista do Yes, e Steve Ferrone, baterista ganhador do Prêmio Grammy em 2000. Desde o fim do Dire Straits, em 1995, Mark Knop­fler se dedica apenas as suas composições solo. Com o tempo, os fãs foram pedindo pela volta da banda, até que alguns dos ex-integrantes se reuniram em Milão, na Itá­lia, em 2013, para apresentar o projeto. A primeira turnê da Dire Straits Legacy foi um sucesso, com cinco shows es­gotados na Velha Bota.

“Mark Knopfler decidiu que Dire Straits, como banda, serviu seu propósito e temos que respeitá-lo por isso. Ele continua se apresentando solo mas raramente revisita alguma canção do grupo, por suas próprias razões”, expli­ca Phil Palmer, que se uniu ao grupo em 1990 e assina a direção musical, guitarras e vocais da turnê.

Tudo bem. Não vai ser des­sa vez que os fãs ribeirão-pre­tanos vão poder ouvir a voz única e o ver de perto o famo­so jeito de tocar guitarra sem palhetas de Knopfler, mas vai ser uma oportunidade de es­cutar e curtir hits que marca­ram o rock e a história do gru­po, como “Sultans of Swing”, “Money for Nothing” e “So far Away”. Outras canções co­nhecidas da banda são “Lady Writer”, “Your Latest Trick”, “Romeo and Juliet”, “Why Worry”, “Walk of Life”, “Tunnel of Love” e “Brothers in Arms”.

A banda britânica foi criada em 1977 por Mark Knopfler (guitarra e vocais), seu irmão David Knopfler (guitarra), John Illsley (bai­xo) e Pick Withers (bateria). Surgiu com um som leve em uma época marcada pelo punk rock. Sua música se en­caixa no chamado “pub rock”, uma espécie de movimento que prezava por uma sonori­dade mais simples que fugis­se da ostentação do progres­sivo e do glam, por exemplo. Lançou seis álbuns de estúdio e quatro ao vivo´.

O show na Recra está marcado paras as 22 horas. Os ingressos estão no primei­ro lote e custam R$ 100 (Área Vip, open bar com direito a cerveja, vodka, refrigerante e água), R$ 140 (Camarote Premium mezanino, open bar com whisky, cerveja, vo­dka, refrigerante e água) e R$ 1,4 mil (mesas para qua­tro pessoas no piso elevado – R$ 350 por cabeça –, open bar com um litro de whisky, uma tábua de frios, cerveja, vodka, refrigerante e água) – são apenas 20 mesas.

Estão á venda on-line no site jltickets.com.br, nas Lojas ProHouse Colchões (aveni­da Presidente Vargas nº 391 e 1.672) e nos postos Elite (aveni­da Treze de Maio) e BR (avenida Independência nº 1.635). A Re­cra fica na avenida de Julho nº 299, Higienópolis. Informações pelos telefones (16) 4141-3138, 99215-5011 e 99188-0020. O show é uma realização da Viva La Vida e Oásis Eventos.

Dire Straits Legacy

 

Comentários