Jornal Tribuna Ribeirão

Domingo é o último dia do Enem 2021

© TV Brasil

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educa­cionais Anísio Teixeira (Inep) promove neste domingo, 28 de novembro, o segundo e último dia de provas do Exame Nacio­nal do Ensino Médio (Enem), nas duas modalidades, a im­pressa e a digital. Nesta edi­ção, as duas versões serão nas mesmas datas e os tópicos são iguais.

O Enem é composto por uma prova de redação e quatro provas com 45 questões objeti­vas cada: linguagens, matemá­tica, ciências humanas e ciên­cias da natureza. No primeiro dia de prova, os participantes fizeram as provas de lingua­gens, ciências humanas e reda­ção. No segundo, matemática e ciências da natureza.

Os locais de prova estão disponíveis no Cartão de Con­firmação de Inscrição na Pá­gina do Participante e são os mesmos do primeiro dia. Os portões serão abertos ao meio­-dia e o estudante que chegar depois das 13 horas não pode­rá fazer o exame.

Dados do Instituto Na­cional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira apontam que as quatro maio­res cidades da região tiveram queda de 42,5% no número de inscritos para o Enem 2021. Em Ribeirão Preto, 16.250 es­tudantes fizeram as provas em 2020. Agora, 9.884 se inscreve­ram, uma queda de 39,42%.

Em Franca, a diminuição foi de 49,23% em comparação ao ano passado, de 8.063 para 4.093, a maior redução entre as quatro principais cidades. Em Sertãozinho, 3.130 pessoas se inscreveram para a prova em 2020 contra 1.734 em 2021, queda de 44,60%. Já em Bar­retos, a queda foi de 41,6%, de 2.915 para 1.715. São 17.426 candidatos este ano nestes qua­tro municípios.

O primeiro dia de prova, no domingo (21), teve 26% de abstenção. O exame deste ano já havia registrado queda his­tórica no número de inscritos. Em edições anteriores, o Enem recebia o dobro de candida­tos. Do total de 3,1 milhões de candidatos inscritos, cerca de 2,3 milhões compareceram às provas de anteontem, em mais de 1,7 mil municípios.

Considerando apenas o Enem impresso, que concentra a maior parte das inscrições, 3.040.907, as faltas chega­ram a 25,5%. O estado com a maior porcentagem de faltas foi o Amazonas, com 40,6%. No Enem digital, 46,1% dos 68.893 inscritos não compare­ceram ao exame.

Em janeiro deste ano, no segundo dia de aplicação do Enem 2020, o exame teve 55,3% de faltas, até então abs­tenção recorde. Do total de 5.523.029 inscritos no exame, menos da metade, 2.470.396, compareceu aos locais de pro­va. O índice foi maior que no primeiro dia, quando 51,5% dos inscritos não comparece­ram às provas.

Na macrorregião de Ri­beirão Preto, havia 48.349 estudantes de 19 cidades ins­critos. No Enem digital, em fevereiro, o segundo e último dia de provas registrou o ín­dice de 71,3% de abstenção. Compareceram aos locais de prova 26.709 candidatos.

A taxa de ausência deste foi maior que os 68% registrados no primeiro dia, no final de janeiro. Dos 93 mil candida­tos inscritos para a estreia da versão digital do Enem, mais de 53 mil não compareceram para fazer a prova. A absten­ção, foi de 68,1%, em fevereiro.

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, disse que o conteúdo da prova visto nes­te domingo mostrou que não “tem cabimento” denúncias sobre interferência no Enem. Caíram no teste questões so­bre luta de classes, racismo, desigualdade de gênero e te­mática indígena.

O Enem 2021 teve uma sé­rie de medidas de segurança contra a covid-19. As provas começaram a ser aplicadas no último domingo e quem apre­sentou algum sintoma poderá pedir para participar da reapli­cação do exame. O mesmo vale para quem apresentar sintomas da doença até o segundo dia de prova, neste 28 de novembro.

A reaplicação será nos dias 9 e 16 de janeiro de 2022, mes­ma data da aplicação do exa­me para Pessoas Privadas de Liberdade ou sob medida so­cioeducativa que inclua priva­ção de liberdade (Enem PPL) 2021 e para os participantes isentos da taxa de inscrição em 2020, que por decisão do Su­premo Tribunal Federal (STF) tiveram nova oportunidade de inscrição no Enem.

A reaplicação deverá ser solicitada na Página do Parti­cipante, entre 29 de novembro e 3 de dezembro, junto com a documentação que comprove a condição de saúde do inscrito. A documentação deve apresen­tar o nome completo do partici­pante, o diagnóstico com a des­crição da condição de saúde do inscrito e o código correspon­dente à Classificação Interna­cional de Doença (CID 10).

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com