Os candidatos que tiveram pedido de atendimento específico e especializado negado para o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2019 e fizeram recurso já podem conferir os resultados no Sistema Enade. O Enade avalia o desempenho dos estudantes dos cursos de graduação, tanto de quem ingressa quanto de quem está concluindo o curso. As provas serão aplicadas em 24 de novembro.

O atendimento especializado destina-se a pessoas com baixa visão, cegueira, visão monocular, deficiência física, deficiência auditiva, surdez, deficiência intelectual (mental), surdocegueira, dislexia, déficit de atenção, autismo e/ou discalculia. O atendimento específico é oferecido a gestantes, lactantes, idosos ou pessoa com outra condição específica. Existe ainda o atendimento por nome social para pessoas que se identifiquem e queiram ser reconhecidas de acordo com sua identidade de gênero.

Na edição de 2019, o exame avaliará os cursos das áreas de ciências agrárias, ciências da saúde e áreas afins, engenharias e arquitetura e urbanismo, cursos superiores de tecnologia nas áreas de ambiente e saúde, produção alimentícia, recursos naturais, militar e de segurança.

Segundo a coordenadora-geral de Controle de Qualidade da Educação Superior do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Fernanda Marsaro, o Questionário do Estudante deve ser preenchido até 21 de novembro ou os alunos poderão ser prejudicados. “Os coordenadores de curso devem orientar os estudantes. Caso eles não respondam, ficam irregulares junto ao Enade. Isso implica uma série de prejuízos ao aluno, inclusive não colar grau.”

Edição: Fábio Massalli
Comentários