Jornal Tribuna Ribeirão

Enem digital registra abstenção de 71,3%

O segundo e último dia de provas digitais do Exame Nacio­nal do Ensino Médio (Enem) re­gistrou o índice de 71,3% de abs­tenção. De acordo com balanço do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), compareceram aos locais de prova 26.709 candidatos. A taxa de ausência deste domingo, 7 de fevereiro, foi maior que os 68% registrados da semana passada. Em 31 de janeiro, dos 93 mil candidatos inscritos para a es­treia da versão digital do Enem, mais de 53 mil não comparece­ram para fazer a prova.

A abstenção, de 68,1%, ficou acima da registrada no Enem impresso (55%). De acordo com o Inep, ao todo, 34.590 candida­tos fizeram as provas.

“Nosso papel é oferecer uma oportunidade de exame de aces­so ao ensino superior. Isso foi conseguido. Esse nível de ausên­cia era esperado. É normal que no segundo dia menos pessoas façam a prova, tanto no impres­so como no digital. A opção de fazer a prova é individual e nós respeitamos”, afirma Alexandre Lopes, presidente do Inep.

O segundo dia do Enem digital 2020 tinha 1.554 candi­datos de Ribeirão Preto (677), Franca (770) e Bebedouro (97) inscritos. Os portões nos locais de aplicação foram abertos às 11h30 e fechados às 13 horas. Os altos índices de abstenção carac­terizam as provas do Enem em 2020. A versão impressa foi apli­cada nos dias 17 e 24 de janeiro.

O segundo dia teve 55,3% de faltas, abstenção recorde no exame. Do total de 5.523.029 inscritos no exame, menos da metade, 2.470.396, compareceu aos locais de prova. O índice foi maior que no primeiro dia, quando 51,5% dos inscritos não compareceram às provas.

Na macrorregião de Ribei­rão Preto, havia 48.349 estu­dantes de 19 cidades inscritos, sendo 16.250 no município-se­de. Franca tinha 8.063 cadas­trados. Os demais são de Bar­retos (2.915), Barrinha (660), Batatais (1.697), Bebedouro (1.837) e Cajuru (519).

Também estavam inscritos estudantes de Guaíra (771), Ituverava (2.136), Jabotica­bal (2.326), Monte Alto (936), Orlândia (1.506), Pitanguei­ras (577), Pontal (812), Santa Rosa de Viterbo (892), Serrana (926), Sertãozinho (3.130), São Joaquim da Barra (1.455) e Ta­quaritinga (941).

Questões
O segundo e último dia da prova digital do Enem apre­sentou um tema presente no cotidiano dos candidatos nos úl­timos meses: a vacinação. Ques­tões teóricas em Ciências da Natureza e cálculos na prova de Matemática, com ênfase na área financeira, foram outras caracte­rísticas da prova de 90 questões.

Sem citar textualmente a pandemia causada pelo novo coronavírus, a prova de Biologia exigiu do aluno conhecimentos sobre imunizantes e as tecnolo­gias da produção de vacinas em uma das questões. O tema esteve ausente do Enem impresso, apli­cado nos dias 17 e 24 de janeiro.

A prova de Matemática combinou temas tradicionais, como razões, proporções e ma­temática financeira, e análises gráficas. Especialistas avaliam que o formato digital pode ter ajudado o aluno na hora dos cálculos. Com a prova no com­putador, os alunos podiam se concentrar nas contas nas fo­lhas de rascunho, argumentam.

Os computadores só têm acesso às provas. Os candidatos não têm acesso, por exemplo, à internet ou à calculadora. Candidatos que enfrentaram dificuldades na realização das provas digitais no dia 1º dia podem pedir, a partir desta segunda-feira (8), a reaplica­ção do exame nos dias 23 e 24 de fevereiro. Os pedidos po­dem ser feitos para uma data ou para a reaplicação dos dois dias. As solicitações devem ser feitas na Página do Participante até 12 de fevereiro.

Deixe o seu comentário:

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com