Estado Islâmico assume atentado que matou 13 e feriu 80 em Barcelona

0
141

O Estado Islâmico assumiu a autoria do atentado na região central de Barcelona na tarde desta quinta-feira (17), quando uma van atropelou dezenas de pessoas. Segundo autoridades, pelo menos 13 pessoas morre­ram e mais de 80 ficaram feri­das – ao menos 15 em estado grave. O ataque ocorreu nas Ramblas, um calçadão de pe­destres e importante ponto tu­rístico da cidade.

Dois suspeitos foram pre­sos em ligação com o ataque, informou o presidente da Ca­talunha, Carles Puigdemont. O motorista teria acelerado a van em direção à multidão por cer­ca de 500 metros em uma área muito frequentada por turistas por volta das 17h (hora de Bar­celona). Autoridades buscavam por um segundo furgão que te­ria sido usado.

A área ficou isolada em um raio de 200 metros. As lojas fi­caram fechadas e começaram a ser esvaziadas mais de uma hora depois do ataque. As auto­ridades da Catalunha fecharam as estações de metrô e trem nos arredores.

Segundo o jornal “El País”, o furgão branco usado no atenta­do teria sido alugado por Driss Oukabir na cidade de Santa Perpetua de la Mogada. Não há informações sobre a nacionali­dade do suspeito.

A polícia confirmou ainda um segundo atropelamen­to em Barcelona. Um carro atingiu dois policiais em um posto de controle. O veículo usado no atropelamento foi encontrado em Sant Just Des­vern, nos arredores de Barce­lona. Ainda não há informa­ções sobre a possibilidade de o incidente ter ligação com o atentado nas Ramblas.

As Ramblas são um gran­de calçadão turístico de 1,2 quilômetros, que atravessa o centro de Barcelona, desde a Praça da Catalunha até o mo­numento a Cristóvão Colom­bo, de frente para o mar. Nas últimas semanas, pichações com ameaças contra turistas apareceram em Barcelona, que atrai ao menos 11 mi­lhões de visitantes por ano.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui