Estado libera R$ 1,1 milhão para o trânsito

0
36
FERNANDO GONZAGA/CCS

O prefeito Duarte Nogueira Júnior (PSDB) e o superintendente da Empresa de Trânsito e Transporte Urbano de Ribeirão Preto (Tran­serp), Antonio Carlos de Oliveira Júnior, assinaram nesta terça-feira, 18 de junho, um convênio com o governo do Estado, por intermédio do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP), no valor de R$ 1.178.077,08, para a execução de ações voltadas à segurança na malha viária do município – tem cerca de 1,5 mil quilô­metros de ruas e avenidas.

Escolhido para representar os prefeitos das cidades contempladas com o convênio na cerimônia de assinatura, Nogueira ressaltou a importância da ação para reduzir os índices de acidentes nos muni­cípios paulistas. “São investimentos inovadores que a nossa cidade receberá para a qualidade e a segurança viária das ruas e avenidas”, disse o chefe do Executivo. Na oportunidade, Nogueira também destacou a importância do programa do governo do Estado e os desafios dos municípios.

Com os recursos do convênio, serão implantados em Ribeirão Preto dez novos semáforos com priorização para pedestres em locais que possuem grande fluxo de pessoas, como parques, escolas, Unidades Básicas Distritais de Saúde (UBDS’s) e outros cruzamentos. Além dos semáforos, serão implantadas onze luminárias de LED em faixas de travessia em locais de grande circulação de pedestres. Ainda, ha­verá investimentos em educação para a segurança no trânsito com a aquisição de materiais institucionais e bicicletas.

A assinatura do convênio foi possível graças a um projeto desenvol­vido pela Transerp, com base em levantamentos e análises realiza­das pela equipe de engenharia da empresa, e aprovado pelo Detran -SP. O superintendente da companhia de tráfego, Antonio Carlos de Oliveira Júnior, também esteve no evento, que aconteceu no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

“É um convênio de muita importância, que demonstra o trabalho sério que a equipe da Transerp vem desenvolvendo nos últimos anos, que trará mais segurança aos pedestres com a implantação de semáforos em locais de grande circulação. Portanto, será um projeto inovador em Ribeirão Preto de faixas de pedestres iluminadas e o in­vestimento na educação para o trânsito”, afirmou o superintendente.

Nos próximos dias, a Transerp encaminhará o termo de referência para a Secretaria de Administração para que seja confeccionado o edital e realizada a publicação da licitação. O número de vítimas fatais em decorrência de acidentes de trânsito caiu 8,3% em Ribeirão Preto no primeiro quadrimestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2018. A quantidade de óbitos no perímetro urbano da cidade – a malha viária é composta por vias municipais e rodovias concedidas pelo Estado – baixou de 24 para 22, com dois a menos. A média ficou estável, em cerca de uma morte a cada cinco dias.

Apesar da queda em quatro meses, a quantidade de vítimas fatais cresceu 60% em abril deste ano na comparação com o mesmo perí­odo de 2018, de cinco para oito, três a mais. A média saltou de uma morte a cada cinco dias para uma a cada três dias e meio, segundo o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito (Infosiga-SP).

Segundo o Infosiga-SP, Ribeirão Preto fechou o ano passado com 92 mortes decorrentes de acidentes de trânsito. Somente em dezembro foram registrados cinco óbitos, um a cada seis dias. Os números, no entanto, são semelhantes aos de 2017, quando 93 pessoas morre­ram na malha viária da cidade, uma vítima fatal a menos em 2018, queda de 1,07%.

Comentários