Na véspera da estreia da se­leção brasileira na Copa Amé­rica, contra a Bolívia, o técnico Tite disse nesta quinta-feira que vê o elenco tranquilo e livre da apreensão gerada na torcida pela ausência de Neymar. Ape­sar do principal jogador ter sido cortado por lesão no tornozelo direito, o treinador explicou que toda a repercussão sobre a saída dele ficam só do lado de fora da equipe e não afetam o ambiente de preparação.

O treinador disse em en­trevista coletiva no estádio do Morumbi, local da partida de abertura da competição, em São Paulo, que enviou recentemente mensagem para Neymar para lhe desejar boa recuperação, mas descarta ver o grupo aba­lado pela ausência do princi­pal jogador da equipe. “Eu vou repetir: aqui (na imprensa) se fala mais de Neymar do que lá dentro. Nós estamos na torcida por ele. Aqui dentro da seleção o trabalho todo é focado na nossa preparação”, afirmou.

Sem Neymar, a seleção bra­sileira trouxe como substituto o atacante Willian, do Chelsea, e apostou em David Neres como o novo jogador a ser posicionado pelo lado esquerdo do ataque. O treinador evitou comentar que o ambiente da seleção brasileira fi­cou mais tranquilo após Neymar ser cortado. O jogador enfrenta problemas na Justiça, como uma denúncia por estupro e agressão contra uma modelo em Paris.

“Eu nunca gostaria de não ter Neymar. Ele é um dos Top 3 do mundo. Eu nunca queria passar por essa situação”, co­mentou o treinador. Tite evitou dar detalhes sobre a formação titular, porém adiantou a esco­lha de Roberto Firmino como centroavante. O jogador do Liverpool disputava a posição com Gabriel Jesus e deve com­por o setor ofensivo junto com Richarlison e David Neres.

Por outro lado, Tite des­cartou contar com Arthur ao menos como titular. “Ele não vai iniciar, porque não teve um treinamento mais forte nos úl­timos dias. Não vou ter a irres­ponsabilidade de colocá-lo. Pos­so usar dois atletas no time na vaga dele”, disse o treinador, sem citar nomes. Porém, o favorito a começar deve ser Fernandinho.

A formação para a partida de estreia deve ser: Alisson; Da­niel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Filipe Luís; Casemiro, Fernandinho e Philippe Couti­nho; Richarlison, David Neres e Roberto Firmino.

Depois do jogo contra a Bo­lívia, nesta sexta-feira, a seleção brasileira tem como segundo compromisso a partida de terça contra a Venezuela, na Arena Fonte Nova, em Salvador. Para encerrar a fase de grupos, a equi­pe retorna para São Paulo, onde enfrenta o Peru no sábado, dia 22, na Arena Corinthians.

Comentários