30.6 C
Ribeirão Preto
13 de agosto de 2022 | 15:09
Jornal Tribuna Ribeirão
MAX GALLÃO MESQUITA
Geral

Explosão amplia abertura de túnel

A sequência de detonações para implantação da rampa de saída Sul do túnel, que está sendo construído no local da antiga praça Salvador Spa­doni, sob a avenida Nove de Julho, no Jardim Sumaré, que permitirá ligação direta entre as avenidas Independência e Presidente Vargas, na Zona Sul, contou com mais uma de­tonação nesta quinta-feira, 4 de agosto.

Mais dinamite
Foi a terceira ação deste tipo no canteiro de obras em uma semana. As outras duas explosões ocorreram em 28 de julho e na última terça-feira, 2 de agosto. “A detonação é mais um elemento de engenharia que vai permitir o alinhamen­to da rampa Sul. Temos rocha no caminho da obra e, para fazer a rampa adequadamen­te, temos que tirar esse maci­ço rochoso”, explica o prefeito Duarte Nogueira (PSDB), que acompanhou a ação.

A terceira detonação teve uma carga aproximada de 120 quilos de dinamite, dividida em 25 furos, com média de três metros de profundidade e cerca de 4,8 quilos de explo­sivo cada. As detonações são intercaladas entre 25 e 26 fu­ros, na saída Sul do túnel, pela avenida Presidente Vargas, no sentido da rua João Penteado. O processo é simples e realiza­do em uma única etapa. O lo­cal foi isolado e apenas pessoas autorizadas tiveram acesso.

Cronograma
O secretário de Obras Pú­blicas, Pedro Luiz Pegoraro, diz que a obra está dentro do cronograma de execução. “A empresa está fazendo um cro­nograma bem justo para que a gente possa, no início de se­tembro do ano que vem, en­tregar a obra à população de Ribeirão Preto”. Porém, a cons­trução está bem atrasada.

O túnel deveria estar pronto desde dezembro do ano passado, mais de sete meses atrás. O equipamento viário vai beneficiar entre sete e nove mil usuários do trans­porte coletivo e cerca de 5,4 mil veículos que transitam pela região. A intervenção é uma das 30 que integram o pacote do Programa Ribeirão Mobilidade – a versão tucana do Programa de Aceleração do Crescimento II (PAC da Mobilidade), com investi­mento de R$ 500 milhões.

Ao todo, serão implantados onze corredores de ônibus em Ribeirão Preto, num total de 56 quilômetros percorrendo as principais avenidas do mu­nicípio, além de pontes, túneis e viadutos que irão proporcio­nar maior conforto a 4.154.118 usuários do transporte público.

O túnel terá 381 metros de extensão. São 178 metros fechados e 203 metros de ram­pas de acesso, com 7,5 metros de largura e cinco metros de altura, além de 19 módulos (nove totalmente fechados e dez de acesso). O equipamen­to viário será iluminado e terá duas claraboias de ventilação. Também terá sistema de com­bate a incêndio e drenagem de águas da chuva.

Empresa
A Rual Construções e Co­mércio Ltda., de São Paulo, venceu a licitação que envolve as obras de conclusão do túnel sob a praça Salvador Spadoni. O edital foi publicado no Diá­rio Oficial do Município de 22 de fevereiro. A prefeitura vai pagar mais R$ 27.185.960,56 e a previsão é que a obra seja concluída em 18 meses, em se­tembro de 2023.

Rescisão
O valor original do con­trato assinado com a Conter­solo Construtora em 2020 era de R$ 19.882.700,02, mas a empresa realizou apenas 14% dos serviços antes de desistir da obra alegando inviabili­dade financeira por causa do aumento do preço de insu­mos como o aço. O contrato foi rescindido unilateralmen­te pela administração.

Investimento
No total, o investi­mento na obra será de R$ 30.068.952,06 porque a prefei­tura já havia desembolsado R$ 2.882.991,50 para a construto­ra anterior. Este valor está R$ 10.186.252,04 ou 51,2% acima do previsto no primeiro con­trato, de R$ 19.882.700,02, e 17% acima do edital original, de R$ 25.706.975,99, aporte de R$ 4.361.976,07.

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com