A ciência se tornou um excelente aperitivo em muitos bares brasileiros desde 2015, graças ao festival internacio­nal de divulgação científica Pint of Science. Em 2021, a edição será realizada de for­ma virtual pela segunda vez nos dias 17, 18 e 19 de maio, devido à necessidade de isola­mento social trazida pela pan­demia da covid-19. Em vez da tradicional mesa de bar, o público vai poder saborear a ciência pelo Youtube.

A novidade deste ano é que três cidades do interior paulista – Ribeirão Preto, Rio Claro e São Carlos – preparam uma pro­gramação especial. O resultado é um cardápio bem temperado com doses de biologia, geoci­ências, tecnologia e até mesmo direito, distribuído em três ativi­dades que prometem harmoni­zar muito bem com as bebidas e petiscos que todo mundo gosta de degustar em casa.

As atividades serão trans­mitidas ao vivo pelo canal do Instituto de Ciências Ma­temáticas e de Computação (ICMC) da USP no Youtube e começam no dia 17, a partir das 19 horas, com o bate-pa­po O novo petróleo: quando dados viram mercadoria em um mundo dependente da inteligência artificial.

Para explicar “De que forma a inteligência artificial e os dados pessoais se rela­cionam e quais mecanismos podem ser usados para se proteger”, foram convidados três pesquisadores, entre eles Cíntia Pereira de Lima, da Faculdade de Direito de Ri­beirão Preto da Universidade de São Paulo (USP).

Também vão participar Daniel Guimarães Pedronette, do Instituto de Geociências e Ciências Exatas da Universida­de Estadual Paulista (IGCE-U­nesp), e Kalinka Castelo Bran­co, do Instituto De Ciências Matemáticas e de Computação da USP (ICMC-USP).

Já no dia 18, o prato do dia é “Rochas microbiais: da ori­gem da Terra a reservatórios de petróleo e o pré-sal”, em que o público poderá conhecer os microbialitos, um tipo de rocha formada pela atividade metabólica de microorganis­mos e que contribuiu para a formação de importantes re­servas de hidrocarbonetos, como o pré-sal aqui no Brasil.

Os convidados da noite são os professores José Alexandre de Jesus Perinotto e Lucas Verís­simo Warren, do IGCE-Unesp, e Taís Suelem Viana, mestre em Toxicologia pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ri­beirão Preto da USP.

A saideira fica por conta de “Por que os cientistas es­pionam os sons da natureza? É quando o público pode­rá compreender uma área de pesquisa que investiga as conexões entre os sons e di­versos biomas, e utiliza fer­ramentas de ciência de dados para responder a perguntas relacionadas à ecologia.

Mais três pesquisadores apresentarão o cardápio da última noite do festival: Ma­ria Cristina Ferreira de Oli­veira, que é diretora do ICM­C-USP; o professor Milton Cezar Ribeiro, do Instituto de Biociências da Unesp Rio Claro; e a bióloga Bruna Lima Ferreira, integrante do proje­to Ilha do Conhecimento.

O evento é organizado pelo ICMC-USP, pela Unesp Rio Claro, pelo Instituto de Es­tudos Avançados Polo RP da USP (IEA-RP), pelo Centro de Terapia Celular (CTC-USP) e pelo Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias da Uni­versidade de São Paulo (Cri­d-USP). Mais informações: https://pintofscience.com.br/events/ribeiraopreto

Evento: Pint of Science
Quando: de 17 a 19 de maio
(de segunda à quarta-feira)
Onde: canal do ICMC-USP no Youtube
Horário: a partir das 19 horas
Programação: http://pin­tofscience.com.br/events/ribeiraopreto