Festival inclui mais 15 filmes na grade

0
14

O Festival Varilux Em Casa recebeu o carinho do público que costuma lotar as salas de cinema para assistir o Festival Varilux de Cinema nos últimos dez anos e con­quistou novos espectadores. Nas três primeiras semanas, até 18 de maio, quase 500 mil usuários acessaram a página do festival online e foram contabilizadas mais de 250 mil visualizações dos filmes disponíveis na plataforma.

Os números comprovam que a iniciativa solidária pro­posta pela produtora Bonfilm com patrocínio da Embaixa­da da França e a Essilor/Va­rilux, e apoio da Looke e de distribuidoras foi abraçada pelos amantes da filmogra­fia francesa. “Estamos muito felizes com a adesão do pú­blico. Durante esse primeiro mês, alguns filmes saíram e novos entraram, promoven­do uma renovação na progra­mação e passando a oferecer mais diversidade”, comen­tam Emmanuelle e Christian Boudier, organizadores do Varilux Em Casa.

Com as mudanças no ca­tálogo, 15 novos títulos foram incluídos, entre eles sucessos como “O ignorante”, com Ca­therine Deneuve; “As falsas confidências”, com Isabelle Huppert, “Marguerite”, com Catherine Frot, “Quem me ama me segue”, com Daniel Auteuil, “Meu Rei”, com Vin­cent Cassel, Emmanuelle Ber­cot e Louis Garrel e “Party Girl”, vencedor do Prêmio Camera d´Or no Festival de Cannes.

Com legendas em por­tuguês, o público tem ainda opções como “Branca com Neve”, com Isabelle Huppert; “O reencontro” e “A última loucura de Claire Darling”, com Catherine Deneuve; “A aparição”, com Vincent Lin­don; “Um amor impossível”, com Virginie Efira e “Rock and Roll, por trás da fama” e “Um instante de amor” com Marion Cotillard.

Até 27 de agosto, o públi­co encontra no Festival Va­rilux Em Casa uma seleção de 50 filmes de edições ante­riores do Festival Varilux de Cinema Francês com diver­sidade de títulos e gêneros. E o que é melhor, de graça. São comédias (“Amor à segunda vista”), dramas (“A viagem de Fanny”), filmes históricos (“A Revolução em Paris” e “Cyra­no mon amour”) e thrillers (“Carnívoras”).

E ainda estão disponíveis seis longas de animação du­blados ou legendados para as crianças assistirem sozinhas ou com a família: “Abril e o Mundo Extraordinário”; “A Raposa Má”; “O Menino da Floresta”; “Asterix e o Domí­nio de Deuses”; “Asterix e a Poção Mágica” e “Um gato em Paris”. Para mergulhar nessa seleção especialmente pensada para todos os gos­tos e todas as idades, basta acessar o link: www.festival­variluxemcasa.com.br e fazer um cadastro simples.

O Festival Varilux Em Casa não substitui o Festival Varilux de Cinema Francês nas salas de cinema. Os organizadores esperam poder anunciar as novas datas em breve, para que o evento aconteça ainda em 2020. O Festival Varilux com­pletou dez anos em 2019 com exibição de cerca de 200 lon­gas-metragens, somou mais de um milhão de espectado­res e realizou cerca de 35 mil sessões. O Festival Varilux Em Casa só foi possível gra­ças à participação dos distri­buidores A2 Filmes, Bonfilm, Looke, Mares Filmes e Supo Mungam Films.