Com um gol e Thiago Ribeiro no primeiro tempo, aos 40 minutos, e outro aos 44 minutos do segundo tempo, assinalado por Diego Cardoso, o Guarani venceu o Botafogo na noite deste domingo, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas. O Pantera teve a oportunidade de abrir o marcador, aos 20 minutos do primeiro tempo, quando Bruno Moraes perdeu um pênalti sofrido por Pimentinha. Ele bateu no canto, mas o goleiro Giovanni defendeu. “Se a bola tivesse entrado, o jogo seria outro,” disse o ‘General’, que na partida contra o São Caetano marcou duas vezes cobrando pênaltis.

O técnico Léo Condé optou novamente por jogar com três volantes e sem um meia de ligação e isso acabou limitando a ação do setor de ataque da equipe. A opção eram as jogadas pelas laterais do campo, com Pimentinha pela direita e com o apoio do lateral Pará, pela esquerda. O Botafogo criou algumas oportunidades de gol, mas o Guarani teve superioridade na posse de bola e poderia ter ampliado o marcador ainda no primeiro tempo.

Guarani teve superioridade na posse de bola e também no número de chegadas ao ataque, mas o Botafogo compensou ao levar perigo em jogadas de velocidade. Foi assim que Pimentinha passou por três marcadores e sofreu pênalti, que Bruno Moraes bateu para defesa de Giovanni.

O primeiro gol do Bugre nasceu de uma jogada de Ricardinho que partiu em contra-ataque após roubar a bola de um jogador do Botafogo e tocou para Fernando Viana. O atacante foi para dentro da área e bateu cruzado. A bola tinha endereço certo, mas Thiago Ribeiro tocou a bola para o fundo gol, aos 40 minutos da primeira etapa.

No segundo tempo as duas equipes fizeram um jogo mais equilibrado. Novamente o Botafogo perdeu a oportunidade a marcar o seu gol e empatar a partida, quando o lateral-direito Lucas Mendes cruzou na área bugrina, Bruno Moraes desviou de cabeça e o volante Diones apareceu para mandar a bola na trave.

Aos 20 minutos, o zagueiro Ednei, na frente do goleiro Giovanni, perdeu uma incrível oportunidade ao desviar para a linha de fundo uma bola que sobrou limpa para ele marcar o gol de empate.

Outra chance apareceu com Felipe Saraiva. O atacante que pertence à Ponte Preta, mas que está emprestado ao Botafogo, mandou por cima do travessão uma bola que veio da cobrança de escanteio. Ele estava completamente livre, mas finalizou para fora, aos 39 minutos de jogo.

Aos 44 veio o segundo gol do Guarani. Fabricio Costa e aciona o artilheiro Diego Cardo, que não teve dificuldades para se livrar do goleiro do Pantera e empurrar a bola para o gol.

Com quatro pontos ganhos, o Botafogo permanece na 14ª colocação, à frente do São Bento e do São Caetano, ambos na zona de rebaixamento, com três pontos.

O próximo compromisso do Botafogo será novamente em Campinas, na sexta-feira, às 21 horas, contra o Red Bull, no estádio Moisés Lucarelli.

O zagueiro e capitão Plínio está fora da partida por ter recebido o terceiro cartão amarelo.

Foto: Raul Ramos

Comentários