A Polícia Civil suspeita que o gerente de vendas Paulo Cé­sar de Sousa Júnior, de 36 anos, encontrado morto na zona ru­ral de Altinópolis, na tarde de sábado, 9 de fevereiro, te­nha sofrido um mal súbito. O corpo do executivo estava em uma plantação de eucaliptos e foi localizado por “jipeiros” de uma força-tarefa de busca or­ganizada pela família.

Sousa Júnior estava desa­parecido havia uma semana, desde a noite de 2 de fevereiro. Segundo o delegado Rodolfo Latif Sebba, responsável pelo caso, a causa da morte ainda é indeterminada, conforme informações preliminares do Instituto Médico Legal (IML). A análise foi comprometida devido ao avançado estado de decomposição do corpo. O laudo definitivo deve sair em 30 dias. O executivo foi sepul­tado na manhã desta segunda-feira (11), em Ribeirão Preto.

O gerente de vendas havia sido visto pela última em 2 de fevereiro, em um posto de combustíveis no cruzamento das avenidas Professor João Fi­úsa e Wladimir Meirelles Fer­reira, na Zona Sul de Ribeirão Preto. As câmeras de seguran­ça do estabelecimento registra­ram Paulo César na presença de um amigo. Os dois compra­ram bebida alcoólica, cigarros, e ficaram por cerca de duas ho­ras no local.

Pouco antes das seis horas, os dois saíram no carro e de­pois o amigo de Sousa Júnior ainda foi visto voltando ao lo­cal para comprar duas cerve­jas. O outro homem prestou depoimento e disse que os dois estiveram juntos, mas depois foi para casa. O delegado infor­ma que a última informação sobre o executivo é do itine­rário que ele fez até a fazenda onde o corpo foi encontrado.

A família do gerente tem um rancho na região onde o corpo foi encontrado. O carro dele foi achado uma semana antes, a 300 metros de onde ele estava, em uma plantação de eucaliptos. Ape­sar da ausência de sinais de violência no corpo do geren­te, o delegado não descarta outras hipóteses para a mor­te, pois vários objetos pes­soais foram encontrados no interior do veículo, que estava aberto, em região com grande movimento, principalmente aos finais de semana.

Comentários