Google Assistente passa a reproduzir notícias em áudio

0
16

Google anuncia um novo serviço para o Google Assistente chamado “Your News Update”. Ele usa a ideia de um feed de notícias determinado por algoritmo – semelhante ao que se vê no Facebook ou no feed do próprio Google – e o transforma em um fluxo de áudio. Para reproduzí-lo, basta pedir a um alto-falante ou assistente inteligente em seu telefone para “ouvir as notícias”.

O Google usa as informações que aprendeu sobre você ao longo do tempo, juntamente com sua localização, para criar uma série de pequenas atualizações de notícias de parceiros dos quais a empresa licenciou áudio. A novidade não será como os podcasts, e sim programa de notícias, semelhante a uma atualização horária que pode ser ouvida no rádio.

A “Sua Atualização de Notícias” substitui a maneira atual de obter atualizações do assistente, que consiste em uma lista direta de fontes de notícias. Com esse sistema, o usuário deve escolher quais origens deseja e em qual ordem elas devem ser reproduzidas. Antes, era preciso pedir as informações de cada uma das fontes, atualizadas uma de cada vez. Agora, serão reproduzidos trechos de notícias dos parceiros do Google. A companhia diz que, assim que for lançado, os usuários poderão escolher entre o sistema novo ou o antigo.

O Google licenciou o áudio de várias fontes, incluindo ABCCheddarAssociated PressCNNFox News RadioPBSReutersWYNC e várias estações de rádio locais. Em seguida, ele pode identificar o conteúdo das notícias desses canais lendo metadados específicos que eles criam para suas histórias e usando seus computadores para ouvir suas próprias novidades. A gigante de tecnologia pagou seus parceiros para criarem suas histórias neste formato.

Com o áudio disponível, o Google pode organizá-lo em uma lista, assim como organiza um feed de notícias na web. Começa com uma ou duas histórias nacionais ou internacionais, passa por fatos locais e tende a reproduzir aquilo que é mais interessante para o usuário. Depois de um tempo, o formato deixa de ser de pequenas notas e passa para histórias mais longas, similares a um podcast.

A questão é que, a cada vez que o Google der uma notícia desinteressante para o usuário, será necessário pedir para o assistente pular para a próxima, o que tende a se tornar uma tarefa repetitiva, ao menos até o Google Assistente aprender suas preferências.

Via: The Verge

Comentários