© Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Caixa Econômica Fede­ral anunciou que vai antecipar os pagamentos da segunda parcela do auxílio emergencial. O novo calendário terá início neste domingo, 16 de maio, com os depósitos para os nas­cidos em janeiro, e vai até o dia 30 para os nascidos em dezem­bro. Antes, os pagamentos se­riam feitos até 16 de junho.

Segundo a Caixa, para os beneficiários do Bolsa Família, nada muda. Eles continuam a receber o auxílio emergencial 2021 da mesma forma e nas mesmas datas do benefício re­gular. O segundo ciclo de pa­gamentos que estava marcado inicialmente para encerrar em 8 de julho, com a possibilidade de saques para os nascidos em dezembro, agora vai ser finali­zado no dia 17 de junho.

Em abril, a Caixa Econômi­ca Federal já havia antecipado o pagamento da primeira par­cela em cerca de duas semanas. Quem recebe o auxílio por meio da conta digital, poderá movimentá-lo pelo aplicativo Caixa Tem e por meio da rede lotérica. Os valores também poderão ser sacados por meio do Cartão Bolsa Família ou Cartão Cidadão.

O novo benefício, de acor­do com a Medida Provisória 1.039, tem valor médio de R$ 250, pago em quatro parcelas mensais. São 45,6 milhões de famílias contempladas, em um investimento de aproximada­mente R$ 43 bilhões do Orça­mento da União.

Deste total, R$ 23,4 bilhões são destinados ao público já inscrito em plataformas digi­tais da Caixa Econômica Fede­ral (28.624.776 beneficiários), R$ 6,5 bilhões para integrantes do Cadastro Único (6.301.073 beneficiários) e mais R$ 12,7 bilhões para atendidos pelo Programa Bolsa Família (10.697.777 beneficiários).

O auxílio emergencial 2021 é limitado a uma pessoa por família, sendo que mulher chefe de família monopa­rental tem direito a R$ 375. O novo auxílio será pago so­mente a famílias com renda per capita de até meio salá­rio mínimo (R$ 550) e renda mensal total de até três salá­rios mínimos (R$ 3.300).

Para o público do Bolsa Família, segue valendo a re­gra quanto ao valor mais van­tajoso a ser recebido entre o programa assistencial e o au­xílio emergencial 2021. Os in­tegrantes do Bolsa Família re­ceberão o benefício com maior parcela (R$ 375). Os cidadãos podem verificar se têm direito através do endereço auxilio. caixa.gov.br ou central 111.