Hackers iranianos atacaram uma campanha presidencial nos EUA, diz Microsoft

0
13

Microsoft informou que entre os meses de Agosto e Setembro descobriu mais de 2.700 tentativas de invasão de contas de e-mail associadas a uma campanha presidencial, pertencentes a membros ou ex-membros do governo dos EUA, a jornalistas e a Iranianos de destaque vivendo no país.

Batizado de ‘Phosphorous’, o grupo teve como alvo 241 contas de e-mail e conseguiu se infiltrar com sucesso em quatro delas embora nenhuma conectada à campanha ou membros do governo dos EUA. A Microsoft acredita que o grupo é ligado ao governo Iraniano.

Segundo Tom Burt, Vice-Presidente de “Segurança e Confiança do Consumidor” na Microsoft, “embora os ataques que relatamos hoje não tenham sido tecnicamente sofisticados, eles tentaram usar uma quantidade significativa de informações pessoais tanto para identificar as contas pertencentes aos alvos e, em alguns casos, tentar ataques. Este esforço sugere que o Phosphorous é altamente motivado e disposto a investir tempo e recursos significativos em pesquisa e outros meios de coleta de informação”.

A Microsoft não informou qual campanha presidencial foi alvo dos ataques. Atualmente 19 candidatos do Partido Democrata e 4 do partido republicano (incluindo o atual presidente dos EUA, Donald Trump) disputam a nomeação como candidato oficial de seus partidos.

Fonte: Microsoft

Comentários