HC inicia testagem de doze mil funcionários

0
27
DANIEL MENEZES/ASSESSORIA DE IMPRENSA DO HCRP

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina, ligada à Universidade de São Paulo (HCFMRP/USP), iniciou nes­ta quinta-feira, 4 de junho, a testagem de aproximadamente doze mil funcionários das uni­dades Campus e de Emergên­cia, da Mater, do Hemocentro e dos hospitais estaduais de Ri­beirão Preto, Serrana e Améri­co Brasiliense.

O objetivo é detectar quan­tos profissionais podem estar com a covid-19, já quem em 80% dos casos a doença é as­sintomática. Equipes de saúde, administração e funcionários terceirizados do hospital e de instituições ligadas à Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Assistência (Faepa) – orga­nização da sociedade civil que administra o Hospital das Clí­nicas – passarão por exames.

Desde a confirmação dos primeiros casos da doença na região, em março, 93 funcioná­rios do Hospital das Clínicas fo­ram diagnosticados com o novo coronavírus. Atualmente, 18 es­tão afastados, mas todos os que foram infectados evoluem bem, sem complicações. Segundo a assessoria do HC, os resultados devem ser concluídos até sex­ta-feira da semana que vem, 12 de junho. Os exames devem ser repetidos em um mês.

Os testes estão sendo rea­lizados graças a uma parceria com o Instituto Butantan. As amostras coletadas durante seis dias vão ser analisadas nos laboratórios do próprio HC e do Hemocentro de Ribeirão Preto – o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, além de chefiar o Centro de Con­tingência do Coronavírus em São Paulo, também comanda o hemonúcleo ribeirão-pretano.

Segundo o superintenden­te do HC, Beneddito Carlos Maciel, ao finalda testagem o hospital terá um mapeamento para saber qual a porcentagem de funcionários, da linha de frente ou não, que teve contato e mostrou sorologia positiva para a covid-19. Na primeira etapa, vão ser feitos testes com amostras de sangue. Depois, os funcionários que testarem po­sitivo deverão repetir o exame, mas com a coleta de material da mucosa da garganta.

Segundo Maciel, a testa­gem em massa é importante e acontece em um momento de crescimento no número de ca­sos na região. Antes, apenas os servidores com sintomas eram monitorados. Dimas Covas também anunciou que 20 mil servidores do HC de São Paulo estão sendo testados.

O estado de São Paulo faz, a cada dia, oito mil testes para diagnóstico do novo corona­vírus, seja por RT-PCR, que identifica o material genético do vírus, seja pelo teste rápido, que identifica a presença de anticor­pos do vírus no sangue. Em abril eram feitos mil exames por dia.