“Hormônio do amor” pode ajudar a prevenir a osteoporose, diz estudo

0
29
Saúde e bem-estar - Foto Unsplash.com

Um estudo realizado em ratas no fim do período fértil, na Universidade Estadual Paulista (Unesp), revelou que a ocitocina, também chamada de “hormônio do amor” porque é liberada na presença de parceiros, pode ser uma grande aliada no controle e prevenção da osteoporose. A doença é caracterizada por uma condição na qual os ossos se tornam frágeis e quebradiços. Normalmente, o corpo absorve e substitui o tecido ósseo constantemente. Na osteoporose, a nova criação óssea não acompanha a remoção da camada óssea anterior.

O problema é mais comum em mulheres acima dos 45 anos. O estudo da Unesp mostrou que a ocitocina reverteu fatores que antecedem a osteoporose, como a diminuição da densidade e da resistência óssea e também de substâncias que favorecem a formação do osso. A pesquisa foi publicada Scientific Reports.

Em entrevista ao portal UOL, a coordenadora do Laboratório de Fisiologia Endócrina e Envelhecimento do Departamento de Ciências Básicas da Unesp, Rita Menegati Dornelles, destacou que o estudo tem como objetivo a prevenção da osteoporose primária.  “Por isso investigamos mecanismos fisiológicos que ocorrem no período pré-menopausa. Nessa etapa da vida da mulher, medidas de prevenção podem evitar que os ossos se tornem frágeis e que ocorram fraturas, o que poderia reduzir a qualidade e a expectativa de vida”, explicou à publicação.

Os pesquisadores aplicaram apenas duas doses do hormônio ocitocina, com 12 horas de diferença entre uma injeção e outra, em um grupo de 10 ratas Wistar. Após 35 dias de tratamento com o hormônio, foram analisadas amostras de sangue e do colo do fêmur dos animais. Houve também comparação desses dados com os de outras 10 ratas, que não receberam o hormônio. Na comparação, os animais que receberam as doses de ocitocina apresentaram estrutura óssea sem sinais de perda de densidade óssea, ainda de acordo com o UOL.

Como prevenir a osteoporose 

A perda óssea está presente no processo natural de envelhecimento. Uma boa forma é cuidar da saúde dos ossos desde cedo, Alimentos ricos em cálcio e vitamina K2 como leite, queijo e outros derivados são indicados. A Vitamina k2 pode evitar o depósito de cálcio nas artérias e promover a mineralização dos ossos, preservando a saúde cardiovascular e fortalecimento ósseo ao mesmo tempo.

Outros alimentos como sardinha e couve cozida são indicados, pois são ricos em cálcio, além de ser importante manter uma alimentação saudável sempre. A exposição ao sol por 15 minutos, antes das 10h e depois das 16h, auxilia na ativação da vitamina D, que também previne o problema.

A prática de atividades físicas com orientação profissional também é essencial para o fortalecimento dos ossos. Uma das mais indicadas para prevenir osteoporose é a musculação, pois fortifica os ossos e auxilia a enfrentar esportes de impacto. Os esportes de impacto, desde a infância, são indicados para evitar a osteoporose, dentre eles handebol, basquetebol, corrida, vôlei ou outro que faz a pessoa tirar os pés do chão.

Comentários