Imperial Russian Ballet

0
54

O Imperial Russian Ballet anuncia sua volta ao Brasil em turnê inédita, após hiato de nove anos com o espetácu­lo “The Best of Tchaikovsky”, apresenta trechos dos três mais importantes balés do repertório clássico: “O Lago dos Cisnes”, “A Bela Adorme­cida” e “O Quebra-Nozes”. O giro passará por São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Hori­zonte, Porto Alegre, Brasília, Goiânia, Recife, Fortaleza, Natal, João Pessoa, Ribeirão Preto e Campinas, numa reali­zação da Art Rec Produções e Veiga Produções.

Criado em 1994 por Ge­diminas Taranda, estrela do Ballet Bolshoi de 1980 a 1993, o Imperial Russian Ballet reú­ne artistas vindos das melho­res escolas de balé do mundo, como a Ópera de Paris, Tea­tro Mariinsk, Teatro Bolshoi e American Ballet Theatre. O grupo representa a harmonia e integridade da Escola Russa de Balé, mantendo as tradições e a continuidade daquilo que é passado de geração para gera­ção. Taranda, diretor artístico do conjunto, é o responsável por realizar as versões que a companhia apresenta, basea­das nas coreografias originais. A principal tendência é o estilo clássico, mas, ao mesmo tem­po, as apresentações do grupo apresentam também o estilo moderno – e esse fenômeno foi pioneiro para a Rússia. O repertório é montado com base em uma combinação de explorações artísticas clássicas e modernas.

No elenco de 28 bailari­nos que virão ao Brasil, des­taque para os solistas Ivan Zviagintsev (que já passou por companhias como Bolshoi, Russian Ballet Theatre e Rus­sian National Ballet); Kseniia Pukhlovskaia (Russian Ballet Theatre e Russian National Ballet); Lina Sheveliova (Teatro Nacional de Ópera e Balé da Moldávia); e Nariman Bekzha­nov (Teatro de Ópera e Balé Abay State, no Cazaquistão). No Imperial Russian Ballet, o talento e a personalidade de todos os profissionais são altamente respeitados. Cada artista do grupo tem a chance de mostrar seu potencial cria­tivo ao máximo.

‘Imperial’ é o nível mais alto na concepção do balé russo, significando o melhor no mundo. Os fundadores do grupo expressaram dessa for­ma o respeito pela dinastia que deu uma grande contribui­ção para o desenvolvimento da cultura russa e estabeleceu o sistema dos teatros impe­riais, incluindo o Bolshoi e o Mariinsk. O Imperial Russian Ballet faz turnês por todos os continentes desde sua criação, já tendo passado por países como Japão, Espanha, França, Alemanha, Finlândia, Dubai, Cazaquistão, Nova Zelândia, Austrália, Argentina e Chile. Suas apresentações em Mos­cou são fixas no Tchaikovsky Concert Hall, no Teatro Mos­sovet, mas o palco principal do grupo é o Teatro E. Kolobov “New Opera”.

Além da reconhecida qua­lidade técnica, também ce­nário, figurino e iluminação merecem atenção especial da companhia, que traz todo o arsenal original direto de Mos­cou. Para esta turnê, 1,5 tone­lada de material cênico e figu­rinos vêm ao Brasil.

Comentários