Impostômetro atinge R$ 600 bi no dia 25

0
20

O Impostômetro da Asso­ciação Comercial de São Paulo (ACSP) registra a marca de R$ 600 bilhões nesta sexta-feira, 22 de fevereiro, às 16 horas, seis dias antes do que em 2018 (dia 31) – o valor representa o total de impostos, taxas, mul­tas e contribuições pagos pelos brasileiros desde o primeiro dia do ano. “A evolução da ar­recadação mostra que o dese­quilíbrio das finanças públicas está do lado das despesas e que ele precisa ser combatido, pois mesmo que se acelere o ritmo de crescimento da economia não será possível colocar as contas do governo em dia”, ava­lia Marcel Solimeo, economista da ACSP.

De acordo com ele, apesar de o montante ser indício de um lento aquecimento da ati­vidade econômica, espera-se que o governo consiga redu­zir substancialmente o rombo de R$ 100 bilhões provocado pelos gastos públicos. “Para­lelamente a isso, tem-se a ex­pectativa da classe empresarial quanto à concretização das re­formas fiscais e da Previdência e também em relação à des­vinculação das receitas e des­pesas do orçamento público, o que possibilitaria realocá-las de acordo com as prioridades da sociedade”. A arrecadação de impostos em Ribeirão Pre­to passou de R$ 1 bilhão pela primeira vez, no ano passado, segundo o Impostômetro.

O painel indica que, em 2017, Ribeirão Preto recolheu R$ 906,14 milhões em tributos e taxas municipais, estaduais e federais, contra R$ 1,01 bilhão do ano passado, alta de 11,6% e aporte de R$ 105,86 milhões – os números foram arredon­dados. O ribeirão-pretano de­sembolsou no ano passado, em média, R$ 14.578,43 ape­nas para pagar impostos mu­nicipais, estaduais e federais, segundo o Impostômetro Em 2017, cada habitante de Ribei­rão Preto pagou R$ 13.280,67. O montante per capita de 2018 é 9,8% superior ao do perío­do anterior, acréscimo de R$ 1.297,76.

Em 2017, de acordo com o levantamento do Instituto Bra­sileiro de Geografia e Esatística (IBGE), Ribeirão Preto tinha 682.302 habitantes, contra 694.534 do ano passado. Em 81 dias deste ano, o contribuin­te brasileiro já arcou com R$ 583 bilhões – até as 19 horas desta sexta-feira (22). A arre­cadação em Ribeirão Preto es­tava em R$ 254,86 milhões no mesmo horário – cerca de R$ 3,14 milhões por dia, R$ 130,8 mil por hora. O painel do Im­postômetro foi implantado em 2005 para conscientizar os bra­sileiros sobre a alta carga tribu­tária. Há um semelhante na sede da Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto (Acirp). Na capital paulista, fica na sede da ACSP, na Rua Boa Vista, Centro.

Comentários