Nesta terça-feira, 9 de ja­neiro, vence o prazo para o pa­gamento integral – cota única –, com desconto de 3%, ou do parcelamento em três vezes do Imposto sobre a Proprie­dade de Veículos Automoto­res (IPVA) de 2018 para os veículos com final de placa 1. Os contribuintes devem ficar atentos às datas de vencimento para aproveitar o abatimento e regularizar o imposto. O calen­dário vai até dia 22.

A quitação pode ser de três maneiras – à vista com descon­to de 3% (janeiro), à vista sem desconto (fevereiro) ou em três parcelas, de janeiro a março, de acordo com a data de vencimen­to da placa. Para efetuar o pa­gamento, basta se dirigir a uma agência bancária credenciada com o número do Registro Na­cional de Veículo Automotor (Renavam), e realizar o recolhi­mento do IPVA 2018.

Utilize os terminais de au­toatendimento, os guichês de caixa, pela internet ou débito agendado, ou outros canais ofe­recidos pela instituição bancária para fazer o pagamento. O IPVA também pode ser pago em ca­sas lotéricas. É possível fazer a consulta do valor do imposto deste ano no site www.valo­ripva2018.fazenda.sp.gov.br, digitando o número do Rena­vam e placa do veículo.

A frota ribeirão-pretana fe­chou 2017 com 514.866 carros, motocicletas, utilitários, cami­nhões e afins – em 2016 eram 523.139, segundo o Departa­mento Estadual de Trânsito de Sâo Paulo (DetranSP), queda de 1,58%, 8.273 unidades a menos. A desvalorização da frota de au­tomóveis no Estado de São Pau­lo propiciou o desconto de 3%.

A frota total de veículos no Estado de São Paulo é de apro­ximadamente 24 milhões. Des­tes, 17,4 milhões estão sujeitos ao recolhimento do IPVA, 6,8 milhões estão isentos por terem mais de 20 anos de fabricação e cerca de 295 mil são considera­dos isentos, imunes ou dispen­sados do pagamento (taxistas, pessoas com deficiência, igre­jas, entidades sem fins lucrati­vos, veículos oficiais e ônibus/micro-ônibus urbanos).

Proprietários de carros, mo­tos, caminhões e afins regis­trados no Estado de São Paulo também já podem realizar o licenciamento antecipado para regularizar a documentação e cir­cular durante todo o ano de 2018 tranquilamente. A medida é obri­gatória para todo tipo de veículo, independentemente do ano de fabricação, e a falta dele pode gerar a remoção do bem ao pátio, além de multa e pontos na habilitação.

Para licenciar antecipada­mente entre janeiro e março, pois o calendário obrigatório só começa em abril, o motoris­ta tem de quitar o IPVA. Desta forma, quem optar pelo par­celamento do imposto poderá fazer o licenciamento ao pagar a última parcela. O licenciamen­to antecipado é feito de forma eletrônica via sistema bancário. Basta pagar a taxa de R$ 87,38 mais R$ 11 do custo de envio via Correios por meio do número do Renavam nos caixas da rede bancária credenciada, terminais eletrônicos ou internet banking. Não é necessário imprimir bo­leto para pagar o licenciamento eletrônico antecipado.

Veículo com débitos de multas pendentes não pode ser licenciado. É preciso quitar débi­tos de IPVA, seguro obrigatório (DPVAT) e possíveis multas. O licenciamento de 2017 precisa estar em dia também. Além dis­so, não é possível licenciar veí­culo com restrições judiciais ou administrativas, como bloqueio por comunicação de venda, re­gistro de furto ou roubo, entre outros. A taxa pode ser recolhi­da no Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Citi­bank, HSBC, Itaú, Mercantil do Brasil, Safra e Santander, além das casas lotéricas.

Tabela IPVA Veículos
Tabela IPVA Caminhões
Comentários