Judivan se coloca à disposição de Claudinei e espera retomar a carreira no Botafogo

0
23
JOSÉ BAZZO/AGÊNCIA BOTAFOGO

Apresentado oficialmente nesta quarta-feira (16), o ata­cante Judivan, 25 anos, afirmou que chega ao Botafogo com o objetivo de retomar a carreira e ajudar o clube a “alcançar gran­des voos” nesta temporada. Ele assinou contrato com o Pante­ra até o final do Campeonato Paulista-2021.

“Estou muito motivado com a possibilidade de vestir a camisa do Botafogo, que é uma grande equipe, um clube cente­nário, que possui uma história muito bonita e com grandes craques. Recebi propostas de outras equipes desde a minha saída do Cruzeiro, mas deixei bem claro que o meu objetivo era vestir a camisa do Botafo­go”, afirmou Judivan, que co­meçou a carreira na categoria sub-15 do Olé Brasil em 2010.

“Chego com o objetivo de retomar minha carreira e aju­dar o Botafogo a alcançar gran­des voos. Vou procurar dar o meu máximo no dia a dia e durante os jogos, ajudar meus companheiros e, consequen­temente, o Botafogo para dar muitas alegrias aos torcedo­res. Encaro como uma grande oportunidade e um grande de­safio”, acrescentou.

Natural de Sousa-PB, Ju­divan começou no sub-15 do Olé Brasil em 2010. No mes­mo ano, se transferiu para o Cruzeiro, onde passou por to­das as categorias de base. Aos 19 anos, integrou o elenco do time mineiro que conquistou o título do Campeonato Bra­sileiro de 2014.

Além do Cruzeiro e seleção brasileira de base, o atacan­te ainda vestiu as camisas do América-MG, onde jogou a Série A do Brasileiro de 2018, CSA (conquistou o acesso para a elite do futebol nacional), Tombense e Paraná Clube.

Com histórico delicado de lesões, o atacante chega ao Bo­tafogo cercado de desconfian­ça. A situação, porém, não as­susta o jogador que, inclusive, afirmou já estar 100% clinica­mente e disponível para a par­tida contra o Brasil de Pelotas.

“Já estou 100% clinicamen­te recuperado como mostrei nas últimas temporadas. Vinha treinando no Cruzeiro e já es­tou à disposição. O grupo tem jogadores de muita qualidade, mas se o professor precisar es­tou pronto para ajudar já na segunda-feira”, afirmou refe­rindo-se ao duelo contra o Bra­sil-RS, marcado para o dia 21, às 20h, no Estádio Santa Cruz.

“O torcedor botafoguense pode esperar muita entrega, muita dedicação e trabalho. Vou dar o meu máximo para ajudar o clube nesta caminha­da na Série B”, completou.

Comentários