PONTE PRETA

O atacante Júlio Cesar as­sinou contrato na tarde desta quarta-feira com o Botafo­go e é o novo reforço que o técnico Roberto Cavalo terá para a disputada do Campeo­nato Brasileiro da Série B. Ele pertence à Chapecoense e es­tava emprestado à Ponte Pre­ta. O atleta foi alvo de uma intensa disputa nos últimos dias e estava no radar do Co­ritiba, Sport, Atlético Goia­niense, Vitória-BA e do pró­prio Botafogo. Ele não deverá ser anunciado oficialmente, pois o Pantera ainda aguarda a chegada de documentos do time catarinense.

Júlio Cesar estava nos pla­nos do técnico Roberto Ca­valo que o dirigiu em 2017, no Oeste. O atleta atuou jun­to com outro atacante que está no Botafogo, Erick Luís. “Quando fiquei sabendo que ele vinha para cá entrei em contato para dizer que seria bem-vindo e que poderia nos ajudar bastante na Série B,” disse Erick Luís.

O acerto verbal com Jú­lio Cesar já havia sido feito pelo executivo de futebol Léo Franco, que viajou a Campinas para convencer o jogador a vir para o Botafo­go. Essa poderá ser a última contratação do clube para a temporada. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) permite a inscrição de até 40 atletas na Série B, mas Fran­co já adiantou que o Bota não ter no elenco mais que 32 nomes, incluindo os joga­dores da base.

Ele foi revelado na base do Paraná e passou por clu­bes como o ABC, Inter de Lages, Caxias, Atlético-GO e Chapecoense. O jogador tem 24 anos de idade e joga pelas laterais do ataque.
Na última terça-feira, ale­gando insatisfação com as condições do clube, o ata­cante pediu para ser liberado pela Ponte Preta. Sua pas­sagem em Campinas durou apenas nove jogos e terminou com um gol marcado.

Comentários