Jornal Tribuna Ribeirão

Kiko Zambianchi fará trilha sonora para curta sobre meio ambiente

O cantor e compositor ribeirão-pretano Kiko Zam­bianchi será um dos responsá­veis pela trilha sonora do cur­ta-metragem “Leaves”, que tem como tema o desmatamento e o descuido com a natureza. Além de Kiko o trabalho mu­sical conta com a participação do músico canadense Gary O.C., baixista, vocalista e te­cladista da banda de rock pro­gressivo Rush. As canções se­rão interpretadas por Débora Blando. Neste final de semana, Kiko se encontra em Ribeirão Preto com a atriz e produtora brasileira radicada nos EUA, Julia L. Rosengren, produtora do curta-metragem. A direção do curta é do escritor e diretor britânico Paul Davis.

Julia e Kiko se conheceram em Ribeirão Preto no fim dos anos 1980 e desde então man­têm amizade. Profissional­mente é a primeira investida da dupla. “A ideia de produ­zir curtas surgiu no início da pandemia e rapidamente teve de aprender as etapas de pro­dução de filmes. Foi assusta­dor e emocionante”, diz Julia. “Particularmente, quando me vi interpretando todas as cin­co personagens”, completa.

Seu primeiro curta, “Befo­re Sunrise”, teve 260 mil visu­alizações e 25 prêmios. Pro­duzido à distância, em meio à pandemia, com apenas um ce­lular, “Before Sunrise” reuniu virtualmente três profissionais brasileiros em cidades distin­tas em torno de uma história reflexiva sobre a existência de verdadeiras conexões entre as pessoas, além do contato fí­sico. Cinco amigas que estão separadas em decorrência do isolamento social provocado pela covid-19 se conectam por meio de uma vídeo-cha­mada e dividem parte de suas rotinas. Agora o tema urgente que temos de falar é o desma­tamento e as queimadas no planeta.

Quem é Julia L. Rosengren
Na pequena cidade de Timbaúba, no estado do Ce­ará, ainda na infância, Julia Lima perguntou com um mapa nas mãos onde fica­va o Japão, e a resposta nada animadora afirmava que não importava, pois ela nunca conheceria o país. A negativa acabou servindo, quase que intuitivamente, de estímulo e decidida a enfrentar o mun­do, saindo da fazenda de seus avós onde morava, em busca de condições melhores para a sua família, aos dezessete anos, Julia implorou a seu pai permissão para se mudar para São Paulo em busca de tra­balho de modelo. Julia partiu para Miami, Flórida, Europa e ao almejado Japão, onde aprendeu a falar a língua.

Em Los Angeles, teve sua primeira experiência no ci­nema quando foi contratada para ser dublê de Teri Hat­cher em um filme da TNT chamado ‘Running Mates’. E depois para fazer o mesmo para Kate Beckinsale no blo­ckbuster ‘Pearl Harbor’.

Fez campanhas publi­citárias, estudou gastrono­mia, russo, japonês, italiano até se tornar, além de atriz, produtora de curtas metra­gens com temáticas em prol do planeta. Dedica também parte de seu tempo à coor­denação de diversos projetos filantrópicos, com destaque ao União Gaia, que ajudou a fundar juntamente com uma equipe brasileira de ativistas e artistas; um coletivo que se concentra em questões que afetam o planeta.

Deixe o seu comentário:

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com