Larga Brasa

0
52

Limpando os trilhos
A empresa que sucedeu a Fepasa tem a responsabilidade de cuidar dos trilhos, especificamente nos trechos dos bairros. Moradores de diferentes regiões têm reclamado do mato e da sujeira acumulado às margens das linhas férreas, próximas de suas residências. Nesta campanha eleitoral retornam as pro­messas de um tipo de Veículo Leve sobre Trilhos, o VLT.

Bandeirante
Tem como implantar este sistema se a empresa não toma conta dos trilhos de forma devida? Aliás, perdemos os trens de passageiros, que conectavam as cidades de nossa região a Minas Gerais, além de Brasília. Tínhamos o Trem Bandeirante, de mui­ta importância nos tempos iniciais da Capital Federal. Afinal, quem toma conta desta empresa para cobrar providências?

São Paulo e Minas
Outra ferrovia que foi de muita utilidade para a região, ligan­do-a a São Paulo e Minas Gerais, também está sem trilhos na maior parte do antigo trajeto. Ferroviários que haviam ten­tado reencetar a atividade de um trem turístico encontraram dificuldades intransponíveis porque sumiram com os trilhos. Ao que consta, a empresa é responsável pela zeladoria das instalações desta ferrovia.

Anotem e confiram
Logo os ribeirão-pretanos deverão voltar a ver os logos do DST rodando pela cidade com as mudanças que irão ocorrer na Transerp, com certeza. Anotem e confiram.

Gerenciamento do transporte coletivo
A Transerp garante que faz o trabalho de gerenciamento do transporte coletivo urbano . No entanto, as empresas de ôni­bus atendem as reclamações, verificam o GPS com os roteiros (cumpridos ou não) pelos motoristas etc. Por isso o questio­namento relativo à cobrança da taxa de gerenciamento, que está judicializada.

Comentários