Larga Brasa

0
45

Promessas e vaticínios
Uma grande festa de bodas de dois jovens tomava conta de um buffet na rodovia Bonfim-Ribeirão. Muitos convidados de vários quadrantes do país com seus reluzentes carros pretos e outros de marcas não acostumadas a transitar pelas ruas da cidade. Atendimento impecável. Atenção dos jovens noivos e de seus pais para ninguém reclamar de atendimento precá­rio. As mesas eram compostas de participantes da política, da sociedade e de amigos mais próximos. Os grupos eram convenientemente formados pelas condições ideológicas ou partidárias sem que houvesse qualquer condição de atritos ou mal estar dos participantes.

Eis que, senão quando…
De repente, não mais que de repente, eis que duas persona­lidades adentram ao multicolorido salão de festas e logo se constata que são membros da alta cúpula da política nacional e que acabavam de chegar de Brasília. Todos se levantam e cumprimentam de forma elegante aos recém-chegados. Para eles e para mais alguns mais próximos havia uma grande mesa redonda em que se encontravam os pais do noivo e da jovem noiva e um risonho político que estava prestes a ganhar outros voos além de nossas fronteiras. Feitas as apresenta­ções, Michel Temer, o político mais influente da capital federal ali estava com membros do Diretório Nacional do PMDB (hoje MDB). Diante de todos, sem que fosse pedido sigilo ou que se registrasse em off a noticia, Temer e seu acompanhante disse para que todos da mesa ouvissem: -“Baleia, hoje não vamos lhe entregar um presente, mas prometemos que estaremos acompanhando suas trajetórias para que você seja um políti­co de expressão nacional”.

Continuam monitorando
Ao que consta, Michel Temer e outros do seu partido continu­am monitorando o político local que agora concorre à presi­dência da Câmara Federal, com protagonismo nas decisões do país. Os vaticínios estão se concretizando e a bola de cristal dos outrora todos poderosos políticos da alta cúpula mostra que algo vai acontecer em primeiro de fevereiro. Os amigos e inimigos garantem que Baleia Rossi tem cocondições de ser uma ponte entre o Planalto e o Congresso desde que não se comprometa com determinadas bandeiras de partidos que afirmam irão apoiá-lo. As costuras da ascensão do político a expressão nacional passaram pelas eleições municipais, onde experts garantem que houve acordo para sua candidatura fe­chado por aqui. Adversários que pareciam ser antagônicos nas eleições estão cabalando votos para o atual deputado fe­deral. O futuro a Deus pertence. Que seja feito o melhor para o Brasil e para Ribeirão Preto.
Morandini Larga Brasa

Comentários