Fim da picada
Um jovem foi morto por imprudência de um motorista no bair­ro do Ipiranga. Logo após de morrer atingido por um veículo, o motociclista foi saqueado “in memoriam” por ladrões que não se preocuparam em verificar se o rapaz estava necessitando de atendimento ou não. Posteriormente, baseado em vídeos que flagraram a ação do ladrão, populares pegaram o larápio. Ele devolveu algumas coisas, menos o celular e uma bolsa. Imagi­nem a solidariedade humana…

Previsões sombrias
Médicos estão preocupados com a abertura autorizada ou forçada dos setores de comércio, indústria, prestação de ser­viços e festas, pelo Plano São Paulo. Acreditam que a partir do próximo final de semana teremos aumento de internações, transmissões do coronavírus e dos casos mais graves. Espe­ra-se que a perspectiva não seja real.

Vacinas vencidas
A cidade de Bebedouro confirmou que encontrou um frasco da vacina de Oxford/AstraZeneca com data de validade venci­da em meio a outras amploas e que o imunizante foi aplicado em uma pessoa. Outras cidades também estão averiguando a denúncia. Em Ribeirão Preto, apenas uma pessoa teria sido atendida com aplicação da vacina fora do prazo. A Secretaria da Saúde não confirma.

Haja multa
Com a nova modalidade de verificação das câmeras do siste­ma de rodovias, cedido para a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) registrar infrações, a perspectiva é que tenhamos muitas multas, incluindo por excesso de velocidade, ultrapassagens em locais proibidos e também por falta de uso do cinto de segurança e uso de celular. Há quem acuse o governo estadual de se utiluzar de verbas para combate ao coronavírus para compras de radares e de câmeras do sistema integrado, fora as das concessioná­rias. Complementam: “Nem na pandemia…”