MAMÃES NOELAS ASSALTADAS E DESANIMADAS
Há alguns dias uma equipe do controle de vetores foi assal­tada em uma ”comunidade” do Ipiranga. Levaram tudo que a equipe possuía como celulares, jóias, dinheiro e ainda ame­açaram aos profissionais com revólveres de forma violenta. Muitos profissionais estão temerosos de exercerem suas ati­vidades em prol da comunidade.
Há muitos anos havia um grupo de casais que fazia acompanha­mento de detentos na cadeia de Vila Branca. Sempre ajudavam às famílias carentes das favelas com presentes e alimentação durante o ano todo. Eram empresários bem sucedidos e que procuravam agradecer pelo que haviam recebido

NATAL DE S0LIDARIEDADE
Os casais se reuniram às vésperas de um Natal e direciona­ram seus esforços para atender às comunidades carentes. Compraram os presentes e inovaram: todos se vestiram de Papais e Mamães Noel. Arrumaram furgões e arregimenta­ram a todos para a missão social. Foram aos lugares mais pobres. Ao chegarem foram recepcionados pelas mulheres sofredoras e necessitadas. Ficaram felizes em poder desen­volver o caráter social da missão. Separaram-se pelas vielas do intrincado sistema ”urbanístico”. Em dado momento foram todos cercados e assaltados. Por mais que dissessem que eram de apoio aos presos e aos pobres e oprimidos, os ”Três oitões” eram apontados para homens e mulheres presentes

LADRÕES INSENSIVEIS
Os ladrões eram insensíveis. Retiraram todas as fantasias de Noel e deixaram a todos com suas roupas íntimas, de cuecas e calcinhas e sutiãs.

NOVAS TENTATIVAS E NOVOS ASSALTOS
Os casais beneméritos foram depois a outras favelas e acon­teceu o mesmo. Novos assaltos ocorreram com muita violên­cia, mesmo estando eles com ”seguranças” o que motivou a revolta dos beneficiados.

DESÂNIMO
Naqueles tempos o desanimo se abateu sobre os beneme­rentes casais. Até mesmo o acompanhamento dos presos de Vila Branca sofreu baixas. Há que se ter solidariedade, mas há que se ter cuidados também.

Comentários