JF PIMENTA-ARQUIVO TRIBUNA

Já com vaga assegurada na segunda fase do Campeonato Paulista da Série A3, o Comer­cial se prepara para o confronto contra o Barretos, domingo, no estádio Palma Travassos, às 10 horas da manhã. O desafio agora é o de se manter entre os quatro primeiros colocados, para poder usufruir as vantagens no regula­mento, como jogar a partida de volta em casa, além de atuar por dois resultados iguais.

O técnico Edson Vieira es­tuda a possibilidade de poupar alguns titulares para o próximo compromisso, mas deverá levar a Rio Claro, na última partida, contra O Velo, atual líder da competição com 31 pontos. O Alvinegro está em quarto lugar com 22 pontos, a mesma pontu­ação do Noroeste, mas leva van­tagem no número de vitórias, seis a cinco. O próximo jogo do time de Bauru será contra o Grê­mio Osasco.

“Tivemos uma conversa hoje, parabenizei a equipe e é quase certeza de que terei um time alternativo em campo. Estamos com quatro jogado­res pendurados (Leonai, Erick Bessa, Romarinho e Cortez) e precisamos chegar ao ma­ta-mata com tudo resolvido,” disse Vieira.
Segundo o técnico, a equi­pe também já está esboçando como disputar as quartas de fi­nal. “Vou mexer para saber com quem posso contar,” afirmou.

Na quarta-feira, em Batatais, o Leão saiu na frente contra o Fantasma, com um golaço do atacante João Marcos, a partir de uma jogada individual pela di­reita e com um chute forte com a perna esquerda no ângulo opos­to do goleiro China.

O time teve o jogo nas mãos na primeira etapa, mas na segunda foi pressionado pelo Fantasma. Na cobran­ça de falta, o zagueiro Feli­pe Barros bateu com força, a bola desviou na barreira e entrou sem chances de defesa para o goleiro.

“Criamos muitas oportuni­dades, mas o campo estava mui­to pesado pela forte chuva que caiu antes do início da partida,” disse Edson Vieira. “A equipe está crescendo na competição e isso é muito importante nesse momento,” afirmou.

A reapresentação aconteceu na tarde de ontem e o técnico aproveitou para manter uma reunião com os jogadores nos vestiários. Depois, eles passaram por exames laboratoriais para se conhecer o nível de cansaço muscular de cada atleta.

Comentários