ALFREDO RISK

A Câmara de Ribeirão Preto rejeitou nesta terça-fei­ra, 20 de agosto, por 21 votos a favor e seis contra, o pedido de abertura de processo de impeachement contra o pre­feito Duarte Nogueira Júnior (PSDB) por pratica de nepo­tismo. No pedido protocolado na sexta-feira, dia 16, o muní­cipe Rodrigo Leone acusa o prefeito de ter nomeado, para o cargo de chefe da Divisão Odontológica da Secretaria Municipal de Saúde, o dentis­ta Arthur Rocha Martini, ape­sar de sua esposa Catia Janja ser servidora concursada no município. Ela é dentista e trabalha na Unidade Básica de Saúde (UBS) da Vila Recreio.

Leone também afirma em seu pedido que Martini seria chefe hierárquico da esposa o que, segundo ele, poderia ferir os princípios da “isonomia, im­pessoalidade e legalidade, vitais ao bom funcionamento do serviço público, garantindo as­sim, a segurança necessária nas relações existentes na adminis­tração pública”, diz parte do pe­dido negado ontem. Votaram a favor da instalação de processo de cassação Adauto Honorato, o “Marmita” (PR), Alessan­dro Maraca (MDB), Marinho Sampaio (MDB), Jorge Parada (PT), Jean Corauci (PDT) e Lincoln Fernandes (PDT).

Comentários