O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, sancionou uma lei que exige que aplicativos como Google Maps e Waze alertem seus usuários sobre áreas de risco na capital fluminense.

De autoria da vereadora Rosa Fernandes, a lei cita que os critérios determinantes para considerar uma área de risco serão de responsabilidade da Secretaria de Segurança Pública, além de órgãos e entidades públicas e privadas especializadas em segurança. Devem ser consideradas perigosas regiões que passem por incursões policiais permanentes, com conflito e alto número de assaltos, roubos e furtos.

A motivação da lei surge após diversos casos de violência acontecerem com pessoas que entraram por engano em localizações perigosas, seguindo as direções fornecidas pelos aplicativos de mapas, incluindo um incidente que deixou dois policiais militares baleados.

Fonte: UOL

Comentários