Literatura – Leitura na quarentena

0
28
JF PIMENTA

João Camargo

Em época de quarentena e isolamento social, muitas pes­soas saíram dos escritórios e iniciaram uma rotina de traba­lho em casa, o chamado home office. Além disso, quem tam­bém está com as atividades re­motas são as crianças que, por conta da pandemia, passaram a ter aulas online e de casa.

Diante desse novo normal, os pais estão dividindo, cada vez mais, o ambiente de traba­lho e a rotina com as crianças. No entanto, desta vez, não se­ria uma alternativa deixá-las com os avós, pois os idosos fazem parte do grupo de risco do novo coronavírus e devem permanecer em isolamento.

Então, o que fazer no tem­po livre dos filhos? Uma das ótimas soluções é incentivar as crianças a iniciarem uma roti­na de leitura. De acordo com a pedagoga Nathalia Carolina Serrano de Souza Dias, adqui­rir o hábito da leitura desde pe­queno é muito importante.

“Ao criar o hábito da leitu­ra, estamos proporcionando o desenvolvimento emocional e intelectual, enriquecendo o vocabulário e fazendo com que nos tornemos pessoas com senso crítico. Acredito que para as crianças adquirirem esse hábito, a leitura deve estar presente em suas vidas desde pequenas”, explicou Nathalia.

E esse hábito pode ser de­senvolvido tanto em uma lei­tura conjunta – com os pais lendo para os filhos –, quanto individual. As duas formas são de extrema importância.

“Quando a leitura é reali­zada por um adulto – pais ou responsáveis – ou pela própria criança, estas tendem a ter um desempenho melhor na escola. Além disso, quando a leitura é compartilhada, existe uma tro­ca de experiência, uma conexão afetiva, pois sabemos que os pais são um espelho para seus filhos”, comentou a pedagoga.

Além de diferentes méto­dos de leitura serem benéficos, diferentes plataformas podem ser utilizadas. Um exemplo disso são os livros digitais. Essa pode ser a solução mais provável na hora de incenti­var os filhos que, atualmente, praticamente já nascem conec­tados com o mundo virtual.

“Hoje vivemos em um mundo super tecnológico e as nossas crianças estão super antenadas nesse universo. Os livros digitais são uma boa op­ção para elas, pois até são de mais fácil acesso”, finalizou.

A pedagoga Nathalia Carolina Serrano de Souza Dias acredita que livros digitais são uma boa opção para incentivar a leitura nas crianças

Confira algumas dicas de leituras recomendadas pela pedagoga:

– O Mágico de Oz
Este clássico conta a história de Dorothy Gale e sua trajetória após um ciclone atingir a casa onde vive com os tios. Ela e o cachorro Totó são levados pela ventania e param na Terra de Oz. Por lá, Dorothy faz novos amigos, vive histórias fantásticas e precisa enfrentar seus próprios medos.

– Chapeuzinho Vermelho
Outro clássico da literatura é Chapeuzinho Vermelho. Essa é a história de uma menina que utilizava um capuz vermelho que foi surpreendida na floresta por um lobo, enquanto ia até a casa de sua avó.

– Bom Dia, Todas as Cores!
Outra boa opção para a criança­da e ainda mais atual. O livro da autora Ruth Rocha conta a his­tória de um camaleão que queria a todos agradar, mas se vê em um dilema: quem a si mesmo não agrada, jamais agradará outro alguém.

– A Festa no Céu
O livro fala sobre uma grande festa que haverá no céu, mas que deixou os animais que não pos­suem asas muito tristes, pois não poderiam ir. No entanto, uma tar­taruga tem uma ideia genial que pode mudar o rumo da história.

Comentários