CLAUDIO FRATESCHI

A Cia. Minaz vai apresen­tar neste final de semana sua montagem de “Mahagonny”, baseada na peça “Ascensão e queda da cidade de Maha­gonny”, do dramaturgo ale­mão Bertold Brecht (1898- 1956), musicada por Kurt Weil (1900-1950). O espetá­culo conta a história de três fugitivos encurralados numa região deserta que decidem da noite para o dia criar uma cidade para atrair pessoas e arrancar dinheiro delas.

Assim nasce Mahagon­ny, a cidade arapuca onde há muita bebida, diversão e sete dias de descanso na semana. Lá tudo é permitido… para quem tem dinheiro, é claro. Entretanto, esse paraíso de excessos esconde muita coi­sa, onde a crítica brechtiana à sociedade de consumo vai se tornando cada vez mais evidente. O espetáculo não é recomendado para menores de 18 anos.

A montagem da Cia. Mi­naz estreou em 2017, conta com um elenco formado por 12 solistas da Cia. Minaz, com adaptação e direção cê­nica de André Cruz, direção artística de Gisele Ganade, arranjos de vocais de Pedro Coelho, cenografia de Ivo Rinhel D’Acol e fotografia de Claudio Frateschi.

As apresentações serão no Teatro Minaz (rua Carlos Cha­gas nº 273, Jardim Paulista), às 20h30 de sábado, 14 de setem­bro, e às 19 horas de domingo (15). Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-en­trada ou antecipado) e estão disponíveis para compra na sede da companhia (Carlos Chagas nº 259) ou pelo site www.compreingressos.com.

A Cia Minaz
Criada por Gisele Ganade e Ivo Rinhel D’Acol em 1990, em Campinas, com o intuito de formar público e novos profissionais para a música vocal e para a ópera em cida­des de interior, a Cia. Minaz teve sua estreia com a monta­gem da ópera bufa “La Serva Padrona”, de Giovanni Bat­tista Pergolesi (1710-1736), apresentando-se em diversas cidades do interior paulista. No ano seguinte conquistou o “Prêmio Estímulo” da Se­cretaria Municipal de Cultu­ra de Campinas com seu pro­jeto de montagem da ópera “A Flauta Mágica”, de Mozart.

Sediada desde 1992 em Ribeirão Preto mantém um coral lírico, um coro juvenil, um pré-juvenil, dois corais in­fantis, um madrigal e solistas que se formam em sua escola de canto através de bolsas de estudo. Os corais da Cia. Mi­naz realizam espetáculos e concertos mantendo um vasto repertório, tendo sido regidos por maestros como Abel Ro­cha, Roberto Minczuck, Túlio Colacioppo, Claudio Cruz, Victor Hugo Toro, Norton Morozowicz, entre outros.

A Cia. Minaz possui em seu repertório diversos títulos de óperas, concertos e musi­cais apresentados em diversas cidades tendo como sua sede o Teatro Minaz onde aconte­cem suas temporadas de ópe­ras, ópera estúdio, musicais, cursos, palestras e concertos. Mantém suas temporadas através de projetos de Lei Rouanet e Programa de Ação Cultural (ProAC), tendo sido Ponto de Cultura em convê­nio com governo federal e a prefeitura de Ribeirão Preto.

Comentários