Mais aliviado no Campeona­to Brasileiro com a vitória sobre o Santos, o São Paulo espera con­versar com Kaká pela primeira vez sobre a possibilidade de re­torno em um encontro em de­zembro, quando o jogador deve desembarcar no Brasil. Essa é uma previsão do presidente Car­los Augusto de Barros e Silva, que é só elogios ao meia forma­do no clube, mas tenta tratar o assunto com cautela.

Leco se encontrou com Kaká ano passado porque, segundo ele, o meia sempre transita no São Paulo, pela história e iden­tificação que tem com o clube. Agora, espera que o mesmo se repita e eles conversem sobre a possibilidade de ele jogar mais um ano no Tricolor antes de encerrar a carreira. Kaká ainda não sabe se disputará a tempo­rada 2018 ou se pendurará as chuteiras agora.

Eleito melhor jogador do mundo em 2007, Kaká encer­rou neste mês sua passagem pelo Orlando City (EUA) ao anunciar que não renovaria seu vínculo que vence agora no fim do ano. Não deu muitos detalhes do seu futuro, mas co­gita jogar mais um ano no São Paulo antes de se aposentar.

O São Paulo espera saber mais dos planos do jogador, pois considera que não é sim­ples cravar o retorno. Kaká está com 35 anos, tem histórico de lesões, e recebia um salário ina­dequado ao futebol brasileiro nos Estados Unidos. Tudo isso precisa ser conversado.

Em paz – Antes da vitória por 2 a 1 sobre o Santos, no últi­mo sábado, o São Paulo foi leva­do para o Pacaembu nos braços da torcida. Desde a saída do CT do clube, na Barra Funda, uma multidão acompanhou o ônibus que levou a delegação até o es­tádio. Os jogadores tricolores se mostraram surpresos e agrade­ceram o apoio.

“A festa da torcida foi surre­al. Não poderíamos deixar de retribuir dentro de campo. Fe­lizmente conseguimos vencer para retribuir todo o apoio que recebemos” afirmou o autor do primeiro gol da equipe, Marcos Guilherme. Cueva marcou o se­gundo do time tricolor e Alison descontou para os santistas.

Diante de um público de 34.461 pessoas, a vitória fez o São Paulo chegar aos 40 pontos e se distanciar da zona de rebai­xamento. O time se está muito próximo de alcançar a meta dos 47 pontos, alvo estabelecido pela comissão técnica para afastar de vez o fantasma do descenso.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui