Mancini vê Corinthians com chances de brigar por uma vaga na Libertadores

0
33
RODRIGO COCA/AGÊNCIA CORINTHIANS

O triunfo contra o Coriti­ba, no Paraná, fez com que o Corinthians desse um salto na tabela de classificação do Cam­peonato Brasileiro. Saiu do 15º para o nono lugar, agora com 29 pontos. O restante da 23ª rodada ainda será jogado neste final de semana, mas o técnico Vagner Mancini acredita que o time tem chances e capacidade de brigar até por uma vaga na próxima edição da Copa Li­bertadores.

“Estamos felizes pelas seis posições, mas temos jogos a mais. Sonhamos diariamente e projetamos sempre o me­lhor para o Corinthians. Nes­te momento, a sequência de vitórias vai nos dar condição de brigar por outra situação. Nos últimos jogos, estamos em evolução. Podemos mi­rar lá na frente, mas teremos trabalho. Não é do dia para noite que você soma pontos importantes e chega no G-4. É com trabalho, persistência. Mas faltam algumas vitórias para que definitivamente a gente saia dessa situação”, afirmou o treinador.

Mancini vê o Corinthians melhorando a cada jogo, mesmo com as dificuldades enfrentadas em cada um, como no empate contra o Grêmio, no último domingo, com dois jogadores a menos. “O Corinthians não teve de­feitos, mas coisas a consertar apenas. Foram muito mais coisas positivas do que ne­gativas. Não vi o Corinthians sofrer. Assim como contra o Grêmio, sofreu porque tinha dois a menos. Hoje (quarta­-feira) sofreu em bolas aére­as. Hoje não fomos domina­dos. Isso me deixa certo que a equipe está em evolução”, ressaltou.

Em Curitiba, Luan come­çou como titular mais uma vez e o colombiano Cazares foi reserva – entrou no se­gundo tempo justamente no lugar do ex-jogador do Grê­mio. Mancini foi questiona­do sobre a possibilidade de escalar os meias Luan e Caza­res juntos e explicou que isso ainda não é possível.

“Eles podem jogar juntos, sim. O futebol também exige a parte técnica. Mas, para esse momento, talvez não. Tenho Cazares voltando de uma le­são, não está ainda 100% do que sabemos que pode exe­cutar, gradualmente vamos dando mais tempo a ele. Mas ele e Luan juntos seria baca­na de ver jogar, só que para esse momento eu acho ainda cedo”, disse.

Comentários