Mega evento – Protetores de animais desconhecem Feapan

0
1278

Prefeito Nogueira anuncia muitos eventos em solenidade para poucos; Federação de ONGs de proteção animal anuncia festival com motocross e kart e causa espanto geral em ativistas

Há algo de muito estranho na anunciada ‘Feapan’ 2018, um evento que está sendo organizado pela Federação das Associações de Protetores de Animais do Estado de São Paulo para ocorrer em novembro, no Parque Permanente de Exposições de Ribeirão Preto – palco da extinta Feira Agropecuária da Alta Mogiana (Feapam). Isso, com ‘M’. Será uma mescla de competições de bicicross, motocross, touro mecânico, ciclismo de estrada, skate e até kart, além de feiras pet e gastronômicas.

O evento foi apresentado em cerimônia no Palácio Rio Branco, mas causou espanto em protetores de animais que atuam em Ribeirão Preto. “Entraram em contato com a gente avisando que estavam organizando uma federação de associações de proteção de animais e nos convidando a participar. Mas colocaram como pré-condição participar da Feapan. Achamos muito estranho e nenhuma associação topou”, informa Andrea Bombonatto, da ONG Focinhos S/A.

Ela diz que a federação que quem organiza a Feapan é “uma associação de associações sem associação alguma, só alguns protetores individuais aceitaram participar”. Segundo Andrea, não faz nenhum sentido uma entidade de proteção aos animais promover competições de motocross ou touro mecânico. “O que isso tem a ver com a nossa luta?”, pergunta.

Carolina Lessa, vice-presidente da Gaama, organização não-governamental (ONG) de proteção dos animais fundada há cinco anos, também diz ter sido contatada no início de 2018 e convidada a se associar à federação, que na época estava sendo organizada. “Pedi mais informações para saber exatamente quem são essas pessoas, já que sou publicitária e responsável pela comunicação da entidade. Não posso associar nossa marca a qualquer coisa. E eles, depois de muita enrolação, deixaram subentendido que a prefeitura está por trás dessa associação”, diz.

Segundo ela, trata-se de um movimento político para tentar “calar a boca” das entidades de proteção dos animais. “Estamos desde o início desse governo denunciando o absoluto descaso do prefeito Duarte Nogueira (PSDB) para com a causa animal, ele não se interessa, haja vista a situação da Coordenadoria de Bem-Estar Animal”, emenda Carolina Lessa.

Para ela, trata-se de uma tentativa de abafar o movimento “Causa em Agonia”, lançado pelas ONGs insatisfeitas com a atuação da prefeitura. “Ano passado, todas as ONGs juntas gastaram mais de R$ 2 milhões com o resgate e tratamento de animais, e a prefeitura, que deveria fazer esse serviço, não fez nem um terço do que nos fizemos”, afirma.

“Como pode uma federação de associações de proteção aos animais ser fundada na cidade sem que nenhuma associação participe?”, pergunta. Maria Cristina Dias, da Associação Vida Animal (AVA), a mais antiga ONG do gênero em Ribeirão Preto, diz simplesmente que não reconhece a federação recém-organizada na cidade.

“Mais uma vez é uma coisa imposta de cima para baixo”, diz. Segundo Cristina Dias, a federação “é uma fachada para tentar enganar a população, para dizer que a prefeitura age em prol dos animais, o que todos nós, protetores, sabemos que não é verdade, a administração está se lixando para a causa animal”.

A Feapan 2018 terá diversas atividades durante os três dias do evento, como a realização da Feira da Construção, Arquitetura, Móveis e Decoração (ConstruRibeirão), da Feira de Produtos e Serviços Pet/Veterinários (AnimaFair), Feira de Esportes, Saúde e Bem-Estar (Feapan Sports) e Festival de Cervejas Artesanais (Feapan Beer Or Bye).

Além das feiras, haverá diversas modalidades esportivas sendo disputadas, como a Copa Shifter Kart (válida pelo campeonato nacional), Skate Street Champion League, a Taça Paulista de BMX de Bicicross, Volta Internacional de Ribeirão Preto de Ciclismo de Estrada, Primeiro Campeonato de Montaria em Touro Mecânico e a Grande Final do Campeonato Paulista de Super Motocross.

O presidente a federação, Fabiano Paiva, ressalta que esse projeto é fruto da uma união de várias federações, associações e conselhos de classe para realizar um festival com diversas atrações. “Vamos reunir em um único festival, feiras de negócios, esportes radicais, e muitas outras atividades. É mais um grande evento para Ribeirão Preto, que é uma das cidades mais bem preparadas para receber eventos desse porte”, diz.

Lançamento da Feapan reuniu muita gente no Palácio Rio Branco, como o prefeito Duarte Nogueira, a primeira-dama Samanta Nogueira e o secretário de Turismo, Edmilson Domingues

FL Piton/ CCS

 

Comentários