Ministério da Economia – Projeção do IPCA recua para 1,60%

0
20
MARCELLO CASAL JR./AG.BR.

O Ministério da Econo­mia revisou para baixo sua projeção para a inflação me­dida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2020. De acordo com a nova grade de parâmetros macroeconô­micos da pasta, a estimativa para a alta de preços neste ano passou de 1,77% para 1,60%. Para 2021, a projeção passou de 3,30% para 3,24%.

No último Relatório de Mercado Focus, divulgado na segunda-feira, 13 de juho, os analistas de mercado consul­tados pelo Banco Central esti­maram que o IPCA deve acu­mular alta de 1,72% em 2020 e de 3,00% em 2021. Já a pro­jeção oficial do BC no cenário de mercado aponta para 2,4% neste ano e 3,2% no próximo, conforme o Relatório Trimes­tral de Inflação publicado no dia 25 de junho.

Todas as projeções para a inflação em 2020 estão abaixo do piso da meta deste ano, de 4%, que tem uma margem de tolerância de 1,5 ponto percen­tual (índice de 2,50% a 5,50%). No caso de 2021, a meta é de 3,75%, com margem de 1,5 ponto (2,25% a 5,25%).

O indexador encerrou 2019 em 4,31%, acima do centro da meta do Banco Central, de 4,25%. A inflação oficial do país, medida pelo IPCA, ficou em 0,26% em junho, ante 0,01% do mesmo período do ano passado. Foi a primeira alta em três meses, depois de duas quedas de pre­ços consecutivas – em maio (-0,38%) e em abril (-0,31%).

Com o resultado de junho, o indexador acumula inflação de 0,10% no ano e de 2,13% em doze meses, segundo o Ins­tituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O IPCA de 0,26% em junho é o mais ele­vado desde dezembro, quando havia aumentado 1,15%.

O Ministério da Economia também atualizou a projeção para o Índice Nacional de Pre­ços ao Consumidor (INPC) utilizado para a correção do salário mínimo. De acordo com a nova grade de parâ­metros macroeconômicos da pasta, a estimativa para a alta do indicador neste ano passou de 2,45% para 2,09%.

Para 2021, a projeção pas­sou de 3,50% para 3,56%. Já a estimativa da Economia para a alta do Índice Geral de Pre­ços – Disponibilidade Inter­na (IGP-DI) em 2020 passou de 4,49% para 6,58%. Para o próximo ano, a projeção pas­sou de 4,00% para 4,11%.

O INPC, que mede a infla­ção para famílias com renda até cinco salários mínimos (R$ 5.225), registrou inflação de 0,30% em junho deste ano. A taxa veio depois de uma defla­ção (queda de preços) de 0,25% em maio. De acordo com o IBGE, o INPC acumula taxas de inflação de 0,36% no ano e de 2,35% em doze meses.

Comentários