Missão Crew-1, da SpaceX, se prepara para acoplagem na ISS

0
29

Depois de uma jornada de 27 horas e 33 minutos, a nave Crew Dragon, batizada de Resilience, atracou autonomamente no porto avançado do módulo Harmony da Estação Espacial Internacional. Três astronautas norte-americanos e um japonês da Missão Crew-1 partiram da base de lançamento do Kennedy Space Center, na Flórida, no último domingo (15).

Ela irá conduzir as operações conjuntas com a Crew Dragon e preparará o laboratório orbital para quatro novos tripulantes.

Os quatro astronautas da tripulação comercial a bordo da Resilience também estavam dormindo – e foram acordados ao som de “In the Air Tonight” de Phil Collins, às 14h10. “Todos os quatro tripulantes dormiram por oito horas em seus assentos, enquanto os controladores de missão da SpaceX em Hawthorne, na Califórnia, monitoravam os sistemas dos veículos”, explicou a Nasa em um comunicado oficial.

O comandante Michael Hopkins e o piloto Victor Glover, junto com os especialistas da missão Shannon Walker e Soichi Noguchi, estarão acompanhando enquanto a Crew Dragon completa o acoplamento automatizado. A transmissão ao vivo da manobra será feita no canal da Nasa no YouTube, Nasa TV, a partir das 23h. Além disso, a agência está organizando um evento no Facebook. A SpaceX também deve transmitir o lançamento em seu site e canal do YouTube.

A missão tem importância histórica – será o primeiro voo operacional tripulado da cápsula Crew Dragon, da SpaceX, após sua certificação. Contando com a missão Demo-2, esta é a segunda viagem da empresa e a primeira do Commercial Crew Program (Programa Tripulado Comercial), a serviço da Nasa.

A duração esperada da missão é de 180 dias. Esta será a missão de mais longa duração já lançada a partir do solo norte-americano. O recorde atual é da Skylab 3, lançada em 23 de novembro de 1973 e que ficou 84 dias em órbita.

Via Olhardigital

Comentários