DIVULGAÇÃO

O Museu Casa de Portinari finaliza a programação de julho com atividades virtuais para todos os públicos no #Cultura­EmCasa. Neste sábado (31), o equipamento compartilha, nas mídias, homenagens a Candi­do Portinari (1903-1962), por meio de expressões artísticas como poesias, músicas, de­senhos e pinturas, realizadas pelo público, na galeria “Para Portinari”, às dez horas.

Vale lembrar que, a partir deste dia 1º de agosto, o museu estará aberto para visitação pre­sencial de terça-feira a domingo, das nove às 18 horas, com 80% de ocupação. A medida acontece pela inserção do Estado na fase de transição do Plano São Paulo, que possibilita o retorno seguro e gradativo das atividades presen­ciais, seguindo todos os proto­colos de segurança sanitária para seus funcionários e visitantes.

Como forma de continu­ar a disseminar a cultura, as ações educativas da institui­ção e também o tour virtual permanecem de forma online pelas mídias sociais e site (@ museucasadeportinari e www. museucasadeportinari.org.br). o museu fica na praça Candi­do Portinari nº 298, Centro de Brodowski. O telefone para in­formações é o (16) 3664-4284.

Candido Portinari
Filho de imigrantes italia­nos nascido em Brodowski, em 30 de dezembro de 1903, Candido Portinari mani­festou sua vocação artística desde criança. Ao longo de sua carreira, pintou mais de cinco mil obras, entre elas os painéis “Guerra e Paz”, ofere­cidos pelo governo brasileiro à sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, Estados Unidos.

Morreu em 6 de fevereiro de 1962, aos 58 anos, vítima de intoxicação pelas tintas que utilizava. Criou desde peque­nos esboços até grandes obras, murais e painéis. O artista foi o pintor brasileiro que conseguiu maior projeção internacional devido ao seu talento artístico e sua atuação no cenário cultu­ral e político do Brasil.