NASA/JPL CALT

A Agência Aeroespacial dos Estados Unidos (Nasa) realizou um novo feito ex­traterrestre inédito em sua missão mais recente a Marte: converter dióxido de carbo­no da atmosfera em oxigênio puro e respirável, anunciou a agência na quarta-feira, 21 de abril. A extração de oxi­gênio foi feita na terça-feira (20) por um dispositivo ex­perimental a bordo do Per­severance, jipe científico que pousou no Planeta Vermelho em 18 de fevereiro, depois de uma viagem de sete meses.

Em sua primeira ativação, o instrumento do tamanho de uma torradeira batizado de Mo­xie, uma abreviação de Experi­mento de Utilização de Recurso de Oxigênio Marciano In-Situ, produziu cerca de cinco gramas de oxigênio, o equivalente a cer­ca de dez minutos de ar respirá­vel para um astronauta, disse a Nasa. Embora a produção inicial tenha sido modesta, o feito assi­nalou a primeira extração experi­mental de um recurso natural do meio ambiente de outro planeta para uso direto de humanos.

“O Moxie não é só o pri­meiro instrumento a produzir oxigênio em outro mundo”, diz Trudy Kortes, diretora de de­monstrações tecnológicas do Diretório de Missão de Tecnolo­gia Espacial da Nasa, em comu­nicado. Ela o classificou como a primeira tecnologia do tipo a ajudar missões futuras a “vive­rem dos frutos da terra” de outro planeta. O instrumento funcio­na por eletrólise, que usa o calor extremo para separar átomos de oxigênio de moléculas de dióxi­do de carbono, que representa cerca de 95% da atmosfera mar­ciana – o oxigênio só existe em Marte em quantidade ínfima.

“Super meia lua”
Não era noite de “Superlua”, mas o fotógrafo Alfredo Risk captou a imagem da “Lua cres­cente” em Ribeirão Preto, na noite desta quinta-feira, 22 de abril. Com poucas nuvens no céu, o satélite brilhou pra valer, proporcionando uma bela imagem para os ribei­rão-pretanos. A distância da Terra para a Lua é de 384.400 quilômetros e o máximo é de 405.500 quilômetros.
Já o fenômeno “Superlua” – quando a Lua se encontra próxima ao seu perigeu (ponto da órbita em que ela está mais próxima da Terra) significa uma luminosidade de 97% a 100% e pode durar de sete a oito dias, uma bela noite de Lua cheia.