National Geographic coloca Cerrado entre os seus 25 destinos extraordinários

0
40
JONATHAN WILKINS/WIKIMEDIA COMMONS

Com o lançamento da lista “Melhores Destinos do Mundo de 2021”, a National Geographic anuncia os 25 destinos extraor­dinários que definirão nossos itinerários futuros e inspirarão o público a “sonhar agora, conhe­cer depois”. A lista foi criada, pes­quisada e escrita em colaboração com as equipes editoriais inter­nacionais da Revista National Geographic Traveller, que tem milhões de leitores e escritórios espalhados pelo mundo. Entre os destinos, o Cerrado Brasileiro foi escolhido na categoria “Luga­res Selvagens Bonitos”.

“Melhores Destinos do Mundo 2021” é uma coleção otimista das histórias mais inspi­radoras dos principais destinos para conhecer no ano que vem, e é dividida em cinco categorias: natureza, aventura, cultura, sus­tentabilidade e família. A lista ainda inclui sucessos de conser­vação, conquistas de preserva­ção, resiliência cultural e histó­rias de comunidades.

“Embora a pandemia tenha desacelerado completamente as viagens, ela não silenciou nossa curiosidade”, disse George Sto­ne, editor executivo da National Geographic Traveller. “O mun­do está cheio de maravilhas, mesmo quando são difíceis de alcançar. Este é o momento per­feito para descobrir algo novo sobre uma cultura ou lugar ex­traordinário em nosso mundo e, talvez, planejar a próxima via­gem para quando chegar a hora certa. Antes de 2021, e na espe­rança de poder viajar novamen­te, temos o prazer de comparti­lhar essas 25 histórias de lugares atemporais que podem ajudar a definir nossos itinerários futu­ros. Para criar a lista, trabalha­mos com a equipe editorial da National Geographic em todo o mundo, além de profissionais da fotografia, redação, explora­ção e, claro, pessoas apaixona­das por viagens, com o objetivo de informar sobre as comuni­dades e os lugares essenciais que esperamos visitar nos próximos anos”, completou.

A lista dos “Melhores Des­tinos do Mundo 2021” tam­bém está disponível online em https://www.ngenespanol.com/traveler/los-mejores-lu­gares-del-mundo-para-viajar­-en-2021-donde/. Confira os destinos apontados.

CATEGORIA: AVENTURAS MÁXIMAS
Parque Nacional Los Glaciares, Argentina
A geleira Perito Moreno – no Parque Nacional de Los Glaciares (foto da abertura), na Argentina – é uma das únicas geleiras no mundo que está aumentando em vez de encolher. Ela faz parte do Campo de Gelo do Sul da Patagônia – a terceira maior reserva de água doce do mundo.
Dominica
Os que gostam de animais selvagens podem nadar ao lado de cachalotes na Dominica, mas a experiência é oferecida apenas por agências turísticas credenciadas, que seguem protocolos para garantir o bem-estar do animal.
Região de Svanetia, Geórgia.
Cercada pelos picos nevados da cordilheira do Cáucaso, Svaneti abriga alguns dos vilarejos mais isolados da Geórgia. Muitas das torres de vigia retratadas na imagem foram construídas na Idade Média para conter saqueadores.
Parque Nacional de Katmai, Alasca (EUA)
Localizado no norte do Alasca, a noroeste da ilha de Kodiak e a sudoeste de Homer, o Parque Nacional Katmai é uma das reservas mais especiais do mundo. Repleto de vida selvagem, florestas e lagos preservados, a região é conhecida como o paraíso dos ursos marrons. Todos os anos os ursos marcam presença na reserva devido a grande quantidade de cardumes de salmão nas águas de Brooks Falls.

CATEGORIA: LUGARES SELVAGENS BONITOS
Cerrado, Brasil


O Cerrado brasileiro é considerado o segundo maior bioma da América do Sul e o segundo maior bioma do Brasil. É conhecido como savana brasileira e possui uma grande biodiversidade. Sua vegetação possui características predominantes, como árvores de tronco grosso e tortuoso, além de gramíneas e arbustos.
Isle Royale, Michigan, EUA
Conhecido pela paisagem acidentada e pelo isolamento, o Parque Nacional Isle Royale, em Michigan, é formado por um grupo de diversas ilhas. Só é possível chegar a esse parque de barco ou hidroavião. O local abriga lobos e alces, além da pedra semiprecio­sa clorastrolite, também conhecida como “pedra da estrela verde”. Embora a região seja mais difícil de ser acessada do que a maior parte dos parques nacionais dos EUA, a beleza natural isolada e o charme do Royale valem o esforço.
Lord Howe Island, Austrália
A ilha vulcânica, localizada no Mar da Tasmânia, entre a Austrália e a Nova Zelândia, possui mais de 60 pontos de mergulho, incluindo a Pirâmide de Ball – o mais alto rochedo no mar do mundo.
Yellowknife, Territórios do Noroeste, Canadá


Yellowknife é a capital e única cidade, bem como a maior comuni­dade dos Territórios do Noroeste, no Canadá. Ela está localizada na costa norte do Grande Lago do Escravo, cerca de 400 km ao sul do círculo polar ártico. Na foto, aurora boreal sobre Yellowknife, a capital dos Territórios do Noroeste do Canadá.

CATEGORIA: ESTRELAS DA SUSTENTABILIDADE
Alónnisos, Grécia


Mergulhadores exploram uma infinidade de ânforas de um naufrágio ocorrido no século 5 a.C. — o primeiro aberto ao público na Grécia — no Parque Nacional Marinho de Alonissos e Espórades do Norte.
Desde 2005, o Projeto Gorilas de Loango vem acostumando gorilas das planícies ocidentais a humanos para fins de pesquisa e ecotu­rismo no Parque Nacional de Loango, Gabão.
Copenhague, Dinamarca
CopenHill, considerada uma das usinas de transformação de resíduos em energia mais limpas do mundo, também funciona como pista de esqui e trilha de caminhada durante todo o ano em Copenhague, que pretende se tornar a primeira cidade neutra em emissões de carbono do mundo até 2025.
Nova Caledônia
As águas cristalinas da Nova Caledônia abrigam mais de nove mil espécies marinhas, incluindo arraias.
Freiburg, Alemanha
A vibrante cidade universitária alemã de Freiburg possui uma feira livre semanal em frente à sua catedral histórica e emprega diver­sas práticas recomendadas para um modo de vida sustentável.
Gabão, África


Desde 2005, o Projeto Gorilas de Loango vem acostumando gorilas das planícies ocidentais a humanos para fins de pesquisa e ecotu­rismo no Parque Nacional de Loango, Gabão.
Denver, Colorado, EUA
Grupo de dançarinos astecas tradicionais se apresenta durante o Crush Walls, popular festival de arte de rua em Denver, Colorado. Originária do México central, a dança é um tributo aos ancestrais e representa diferentes relações com a Terra, os animais, o tempo e os costumes.

CATEGORIA: VIAGEM EM FAMÍLIA
Caminho da Costa da Inglaterra
Quando concluído em 2021, o Caminho da Costa da Inglaterra ligará trechos existentes, como o Caminho da Costa Sudoeste (na costa atlântica da Cornualha, retratada na imagem), com trechos recém-construídos para criar uma trilha costeira de 4,5 mil quilô­metros.
Costa Especial, Flórida, EUA
O Rocket Garden, no Complexo de Visitantes do Centro Espacial Kennedy, em Cabo Canaveral, na Flórida, exibe os foguetes Saturn, Juno e Mercury-Redstone.
Hortobágy, Hungria
O Parque Nacional de Hortobágy é o maior da Hungria. Foi criado em 1 de janeiro de 1973 sobre uma superfície de 52 mil hectares e depois ampliado, alcançando hoje a extensão de 82.000 hectares. Em 1999 foi inscrito como Patrimônio Mundial da UNESCO pela sua importân­cia na domesticação dos animais e do pastoreio da Hungria.
Transilvânia, Romênia


Fundada em 1211, Brasov é a porta de entrada para os prados de flores silvestres e as montanhas arborizadas da Transilvânia rural.
Área Indígena da Colúmbia Britânica, Canadá


Os totens no Parque Stanley, em Vancouver, são ricos em significado para diversos povos das Primeiras Nações da costa oeste da Colúm­bia Britânica. Cada escultura se refere a um evento real ou mítico.

CATEGORIA: CULTURA E HISTÓRIA
Guam (EUA)
A ilha de Guam é um pequeno território americano perdido no meio do Oceano Pacífico ocidental, considerado essencial para os Esta­dos Unidos do ponto de vista militar.
Nações Pueblo, Novo México, EUA


Único local de nativos americanos a se tornar Patrimônio Mundial da Unesco e Marco Histórico Nacional dos Estados Unidos, Taos Pueblo é uma das comunidades mais antigas do país permanente­mente habitadas.
Vitoria-Gasteiz, País Basco, Espanha
A elegante Plaza Nueva (ou Plaza de España) é um ponto de en­contro central na capital basca de Vitoria-Gasteiz.
Gyeongju, Coreia do Sul
O Palácio de Donggung tem vista para as águas serenas do Lago Wolji, em Gyeongju, na Coreia do Sul.
Tulsa, Oklahoma, EUA
A violência racial devastou esse distrito comercial de população predominantemente negra, que um dia foi próspero. Hoje, ocorre uma revitalização cultural e econômica.
Tonglu, província de Zhejiang, China
A pitoresca zona rural de Tonglu inspira artistas e escritores chine­ses há séculos, incluindo o famoso pintor Huang Gongwang.