Os jogadores do Botafogo estão vivendo uma semana de muita ansiedade. A opor­tunidade de continuarem vivos no Campeonato Bra­sileiro da Série C está sen­do vista como uma chance de ouro, a duas etapas do encerramento da fase de classificação. Neste sába­do, às 15h30, em Tombos­-MG, o Pantera enfrenta o Tombense, no estádio Al­meidão, em busca de uma vaga no seleto G4, os quatro times que irão passar para a fase mata-mata. No sábado seguinte, em Ribeirão Preto, às 17h30 (horário único da última rodada), o adversário será o Ypiranga-RS, também postulante a uma das vagas.

Mas, mais uma vez, as esperanças do Botafogo podem estar nas mãos de Neneca. O arqueiro pode ser considerado ”salvador da pátria” quando o assun­to é decisão.

Não fosse sua atuação brilhante no épico jogo contra o São Caetano em 2015, no ABC paulista, talvez o Bota­fogo ainda estivesse agoni­zando na Série D do Campe­onato Brasileiro, da qual foi campeão em 2015, graças ao grande desempenho de Ne­neca. Quem assistiu àquela partida jamais se esquecerá das defesas do goleiro.

Neneca também brilhou contra o XV de Piracicaba, no Paulistão de 2016, em Pi­racicaba, quando defendeu um pênalti, e garantiu a pre­sença na Série A do Paulis­ta. ”Neneca é o tipo de atleta que se transforma em um gigante, principalmente em jogos decisivos fora de Ri­beirão Preto”, diz o locutor esportivo Wilson Rocha.

Se a equipe de Ribei­rão Preto não tomar gol em Tombos-MG, a probabilidade de trazer a decisão para Ri­beirão Preto, no jogo contra o Ypiranga de Erechim-RS, será muito grande. No entanto, o empate em Minas Gerais, só será valioso se o Joinville-SC perder para o Bragantino, em Bragança Paulista.

O fato é que, de novo, o futuro do time no Cam­peonato Brasileiro da Série C pode estar nas mãos – e não apenas nos pés botafo­guenses. Pelo menos para a próxima partida.

Treino em Tombos – O clube adiantou a viagem para evitar o desgaste físico dos jogadores e a delegação bo­tafoguense já está na cidade mineira, onde nesta manhã realiza o último treinamento antes da partida.
O Pantera deve ir a cam­po com Neneca; Samuel San­tos, Caio Ruan, Gladstone e Gerley; Carlos Henrique, Vitinho e Morais; Wesley, Ronaldo e Francis.