Jornal Tribuna Ribeirão

Novo PS5 é mais leve, mas não é pior que modelo original, comprovam testes

novo PlayStation 5 (PS5) da Sony, que vem com um novo parafuso para o suporte e é mais leve, não é pior em relação ao desempenho do que comparado à versão de lançamento, de acordo com extensos testes feitos pelos canais de Youtube gamers Digital Foundry e Gamer’s Nexus. As análises foram feitas após as polêmicas afirmações do influencer Austin Evans, que mostrou que a perda de peso do atual modelo veio quase que inteiramente do elemento de refrigeração do console.

Naturalmente, o resultado da redução do tamanho geral do elemento de resfriamento de um console fará com que o aparelho, de fato, fique mais quente, embora apenas um pouco. A diferença, conforme apontam as análises (assista abaixo) chega “a alguns graus Celsius” – a mesma que um entusiasta de PCs veria trocando de um cooler de processador para outro. No meio da tecnologia, o tipo de mudança em relação à temperatura para produtos eletrônicos de consumo é considerada insignificante.

Nos testes realizados, os canais propuseram analisar de forma extensa e definitiva o novo PS5, tanto no resfriamento quanto no desempenho, para finalmente pôr fim aos rumores. Em resumo, os resultados mostraram que não há diferenças entre os consoles, pelo menos não qualquer uma que valha a pena procurar um hardware em vez do outro.

 

“No geral, não vimos nenhuma desvantagem importante em nenhum dos dissipadores”, explicou Steve Burke, editor-chefe do Gamers Nexus, em vídeo. “Parece que os ventiladores fazem uma diferença decente, mas não o suficiente em que você deva buscar a compra de um ventilador específico.”

“Temos tantos dados que não seremos capazes de encaixar tudo em um vídeo”, afirmou o nome à frente do canal, destacando o quão detalhadas foram as análises para obter dados térmicos sobre a eficácia dos dissipadores de calor em ambos os modelos. “Embora o teste tenha encontrado certas diferenças, a determinação foi que elas estão dentro de uma margem de erro aceitável com base em várias variáveis, algo que não afeta a experiência para o usuário final”, declarou Burke.

“Também não recomendamos a busca de um console específico”, continuou Burke. “O 1100 [PS5 revisado] versus a série 1000 [console de lançamento] não são, em nossos testes, tão diferentes. Existem várias maneiras de testar essas coisas. Talvez haja um cenário que ainda não encontramos. Mas não estamos vendo uma grande diferença. Pelo menos, não deve deixá-lo louco no eBay tentando encontrar uma unidade específica. E não pague a mais por um, pelo menos se você puder evitar”, opinou.

Digital Foundry, em outro vídeo, também observou apenas pequenas diferenças nas duas versões do PS5. “A experiência de possuir [a série 1100] foi basicamente idêntica [à série 1000]”, concluiu Rich Leadbetter, nome à frente do canal no Youtube.

“Fora das térmicas, o novo modelo de PS5 também roda jogos exatamente da mesma forma que a versão de lançamento”, disse Leadbetter, ainda explicando aos jogadores que, caso tiverem a oportunidade de adquirir um novo PlayStation, para não se preocuparam com a nova versão. “De qualquer forma, você teria sorte se colocasse as mãos em um PS5, visto que a falta do console não mostra sinais de que vai parar”.

Fontes: The Verge e Gamespot

Deixe o seu comentário:

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com