O melhor de Ribeirão Preto é sua gente

0
40
professor

Nossa cidade completou mais um aniversário e desta vez não tivemos exposições, concerto da Orquestra Sinfônica, show com a Esquadrilha da Fumaça, bolo ou festa. A culpa é das medidas de distanciamento social, mas muitos diriam que não existe qualquer motivo para comemorar e o problema não está apenas na pandemia e sim no clima de desânimo que já atingia a população local, mesmo antes da quarentena.

Vários cidadãos que reduziram a correria diária, acabaram com mais tempo para olhar melhor para a cidade e constatar que problemas levantados há quatro anos continuam presen­tes e que o Plano de Metas apresentado na última campanha eleitoral não foi efetivado. Basta analisar os itens governança, planejamento, desenvolvimento social e desenvolvimento econômico, para concluir que avançamos quase nada.

Da mesma forma que filhos, namorados e companheiros aguardam receber o presente prometido e tão sonhado, a população esperava receber a propagada implantação de três Ambulatórios Médicos Especializados (AMEs); três Unidades de Pronto Atendimento (UPA); criação de 4.000 vagas em creches; execução da política de assistência social conforme padrões do Sistema Único de Assistência Social; ampliação do atendimento à população idosa; ampliação de programas de inclusão para população com deficiência; ampliação do atendimento da política habitacional; apoio e divulgação de projetos relacionados à cultura negra e outras não predomi­nantes; reforma e manutenção de equipamentos e monumen­tos artísticos e culturais, entre tantos outras. Já desacorçoada, percebe poucas realizações e, ainda, questiona a oportunida­de e conveniência das mesmas.

Semana de aniversário ou data comemorativa, não pode ser apenas de críticas, então vamos deixá-las e procurar os pontos positivos de nossa querida cidade. Você poderia citar alguns, eu também. Certamente concordaremos que o maior deles não é a choperia, o theatro, as universidades, o agrone­gócio ou o forte comércio.

O melhor de Ribeirão Preto é seu povo! Os nascidos aqui, os que vieram de longe e escolheram nossa cidade para morar. Os barões do café, políticos, cientistas e empresários já tiveram seus nomes gravados em prédios, ruas e livros, mas existem os milhares de anônimos que madrugam, balançam nos ônibus lotados e emprestam suor, energia e saúde construindo a gran­de Capital do Interior. Esse povo de garra,vontade e determina­ção merece todas as homenagens e dias melhores.

Se a cidade eternizada por Luiz Vieira e magistralmente homenageada por Diva Tarlá e Saulo Ramos tem uma gente maravilhosa, é mais rica que a maioria das capitais e está entre as de maior Produto Interno Bruto (PIB), vale dizer que tem tudo para ser a cidade ideal, mas, para que isto ocorra, é fundamental melhorar adistribuição da riqueza, reduzir as desigualdades sociais e a implantar políticas públicas efeti­vas. Infelizmente os que ocupam temporariamente o poder não conseguiram atingir as metas e atender esses anseios da comunidade ribeirão-pretana.

Considerando que aniversário é também momento espe­cial para reflexão, renovação e mudança de rumos, façamos o indispensável exercício de verificar necessidades, levantar possibilidades e identificar quem terá capacidade e eficiência para superá-las.
Sem festa, bolo ou presente, resta a esperança de um pedido ou desejo. Sinceramente, desejo felicidades e tudo de melhor para nossa cidade e nossa gente. Parabéns Ribeirão Preto e parabéns povo ribeirão-pretano!

Comentários