Jornal Tribuna Ribeirão

Óbitos no trânsito disparam em 2021

O ano passado começou com duas mortes no trânsito de Ribeirão Preto, em janeiro, disparou para nove em feve­reiro, recuou para cinco em março, permaneceu em cinco em abril, subiu para sete em maio, voltou para cinco em junho, avançou para oito em julho, disparou para doze em agosto, para seis em setembro, para nove em outubro, caiu para oito em novembro e em dezembro voltou para sete.

Os dados indicam avanço de 75% em dezembro na com­paração aos quatro casos do 12º mês de 2020, um a mais, e queda de 12,5% em relação a novembro de 2021, quando ocorreram oito mortes, um falecimento a mais. De acordo com o balanço anual, porém, ocorreram 83 óbitos em Ri­beirão Preto no ano passado, contra 72 do período anterior, avanço de 15,3%, onze a mais.

Lembrando que, no primei­ro bimestre de 2020, Ribeirão Preto ainda não estava sob os efeitos das medidas restritivas impostas pela pandemia de co­ronavírus – as regras mais rígi­das da quarentena começaram a valer no final de março. As infor­mações foram divulgadas nesta quarta-feira, 19 de janeiro, pelo Movimento Paulista de Segu­rança no Trânsito (Infosiga-SP).
Entre 1º de janeiro e 31 de de­zembro do ano passado, 50 mo­tociclistas morreram na cidade (60,24%), além de 13 pedestres (15,67%) e seis ciclistas (7,23%). Nove pessoas estavam de carro (10,84%) e uma de caminhão (1,20%). Não há informação so­bre quatro casos (4,82%).

Quarenta e seis vítimas morreram nos locais do aci­dente (55,42%). Trinta e quatro chegaram a ser socorridas, mas não resistiram (40,96%). Três ocorrências não têm identifi­cação de local (3,62%). As ví­timas são 61 homens (73,49%) e 22 mulheres (26,51%) com idades entre zero e 74 anos.

Cinquenta e um casos ocor­reram em vias municipais (61,45%), 26 em rodovias dentro do perímetro urbano (31,33%) e os locais de seis óbitos não foram disponi­bilizados (7,22%). Durante a pandemia, entre abril de 2020 e novembro do ano passado, foram registradas 127 mortes em Ribeirão Preto.

O Infosiga-SP atualizou os dados dos últimos anos e cons­tatou que o número de vítimas fatais em decorrência de aci­dentes de trânsito ficou estável em Ribeirão Preto em 2020, em comparação com 2019. Foram 71 óbitos contra 72 no perímetro urbano da cidade – a malha viária é composta por mais de 1,5 mil quilô­metros de vias municipais e também de rodovias con­cedidas pelo Estado –, um a mais em 2020 e alta de 1,4%.

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
AllEscort