Obra de viaduto avança em RP

0
118
FERNANDO GONZAGA/CCS

A prefeitura de Ribeirão Preto segue em ritmo intenso para de­senvolver as obras contempladas no Programa Ribeirão Mobilida­de. A construção do viaduto na avenida Maria de Jesus Condeixa, sobre o córrego Retiro Saudoso, que começou em setembro, já está em fase de implantação dos tubulões de ar comprimido (tipo de fundação utilizado em obras que precisam suportar cargas ele­vadas) que irão receber os pilares.

De acordo com o secretário municipal de Obras Públicas, Pedro Luiz Pegoraro, já foram implantadas duas galerias de águas pluviais na pista da aveni­da Antônio Diederichsen e se­rão implantadas outras duas na avenida Maria de Jesus Condei­xa, próximo ao cruzamento com a Doutor Francisco Junqueira. O próximo passo será o alteamen­to da rede elétrica para, na sequ­ência, construir os pilares.

“Por questões de segurança, a distância mínima do veículo que passa sobre a ponte e a catenária de energia elétrica tem que ser de oito metros. Teremos, aproxima­damente, três mil metros cúbicos de concreto utilizados nesta obra, meia tonelada de aço a serem co­locados nessas torres e 27 vigas pré-moldadas protendidas”, expli­ca o chefe da pasta.

Com investimento inicial previsto em R$ 20,18 milhões, a Construtora Hejos foi contrata­da através de processo licitatório por R$ 15,28 milhões, gerando uma economia de aproximada­mente R$ 4,9 milhões aos cofres públicos – cerca de 24,3%. Com prazo de execução de 18 meses, o viaduto irá beneficiar os mo­radores dos bairros Jardim Cas­telo Branco, Jardim Iguatemi, Santa Cruz do José Jacques, Vila Seixas, Jardim Macedo, Jardim América e Centro.

A obra irá permitir uma liga­ção de mais de oito quilômetros, possibilitando o cruzamento di­reto da Zona Leste com a região Oeste da cidade. A interligação das avenidas Maria de Jesus Condeixa e Antônio Diederich­sen irá criar uma conexão direta das avenidas Treze de Maio e Castelo Branco com a avenida Presidente Vargas, eliminando a necessidade de retornos pela Francisco Junqueira.

Ribeirão Mobilidade
O serviço faz parte das 27 obras do Programa Ribeirão Mobilidade, cujo objetivo é ofe­recer maior qualidade de vida aos usuários do transporte cole­tivo urbano, garantindo agilida­de e fluidez do trânsito, redução dos pontos de congestionamen­to e criação de conexões diretas de um ponto a outro da cidade e, consequentemente, menos tem­po dentro do ônibus.

Ao todo, serão 56 quilôme­tros de corredores de ônibus per­correndo as principais avenidas do município, além de pontes, túneis, viadutos, recapeamentos asfálticos, duplicação de avenida e abertura de vias públicas que proporcionarão maior conforto a 4.154.118 usuários do trans­porte público. O investimento total se aproxima de R$ 500 milhões, sendo R$ 310 milhões provenientes de recursos do Programa de Acelerção do Cres­cimento II – PAC da Mobilidade Urbana e do Saneamento e o res­tante, cerca de R$ 190 milhões, do Financiamento à Infraestru­tura e ao Saneamento (Finisa) e outras agências de crédito.

Já foram entregues as três pontes na avenida Francisco Jun­queira, a duplicação da avenida Antônia Mugnatto Marincek – a popular “Estrada das Palmeiras” – e as quatro frentes de recapea­mento concluídas e o recape da rua Tapajós. Em execução estão a recuperação da Estrada do Pi­ripau, ampliação da avenida Co­ronel Fernando Ferreira Leite, readequação viária da praça Hélio Smidt, prolongamento da avenida Professora Dina Rizzi, o viaduto sobre o córrego Retiro Saudoso, os recapeamentos iniciados em outubro, recapes iniciados em 12 de novembro e o início da implan­tação do viaduto na avenida Brasil sobre a avenida Mogiana.

Comentários