Viatura da Polícia Civil do Rio de Janeiro estacionada na Central de Polícia Judiciária / Foto: Lucio Mendes

O combate ao tráfico de drogas sintéticas contou com equipes de policiais em cidades nos dois estados

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu, na manhã desta quinta-feira (15), o principal chefe de uma quadrilha que vende anabolizantes para atletas. Erich Carvalho da Fonseca foi preso em casa, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio.

Policiais também diligenciaram em outros endereços nos municípios do Rio de Janeiro, São Gonçalo, São José dos Campos, Ribeirão Preto e Campos do Jordão.

As investigações apontaram que Erich tinha uma empresa de suplementos para atletas, onde “armazenava” a droga sintética que vinha de São Paulo e do Paraguai e revendia com ajuda de outros indiciados em academias.

Ele foi preso em janeiro pela Polícia Civil, mas conseguiu ser libertado e continuou a vender os produtos proibidos.

Nos registros das interceptações telefônicas foi possível captar inúmeros diálogos que mostram Erich negociando a aquisição das substâncias, inclusive do Paraguai.

As conversas foram obtidas com a quebra do sigilo dos dados e análise das mensagens de whatsapp extraídas do telefone do suspeito.

A investigação começou em 2018. As prisões e mandados de busca e apreensão foram expedidos pela 5ª Vara Criminal de São Gonçalo.

Comentários