O multiartista, Jair Correia - Foto JF Pimenta/Tribuna Ribeirão

Artista é o responsável pela criação do troféu do Prêmio, desde sua primeira edição

A organização do Prêmio Recall de Criação Publicitária vai promover uma live na próxima terça-feira (15), com o artista plástico e multimidia, Jair Correia. Com início às 19h30, pelo Instagram ( @premiorecall ), a live terá a coordenação de Ricardo Carvalho e Tatiane Boff, ambos da organização do prêmio, que é o mais abrangente do interior do estado de São Paulo e vai pra sua 21ª. Edição este ano.

Jair Correia é o criador do troféu do prêmio Recall, desde sua segunda edição. Suas peças – normalmente esculturas em bronze – são verdadeiras obras de arte e, obviamente, valorizam ainda mais as três primeiras colocações em cada categoria, para as agências e profissionais participantes do Prêmio. Na live, Correia vai relembrar a história de algumas dessas criações e os insights que normalmente remetem ao famoso bumerangue, presente na logo e no portal do Prêmio.

O Prêmio Recall de Criação Publicitária é realizado anualmente e tem o apoio da Associação Brasileira das Agências de Publicidade (ABAP) e da Associação Brasileira dos Agentes Digitais (Abradi). Participam agências estabelecidas nas cidades do interior de São Paulo, representando todas as suas regiões (Baixada Santista, Campinas, Bauru, Presidente Prudente, Sorocaba, Piracicaba, Ribeirão Preto, Araçatuba e São José do Rio Preto). Este ano, as inscrições serão abertas em setembro.

Quem é o responsável pelos troféus do Prêmio Recall

Jair Correia nasceu na cidade de São Paulo em 1956. Recebeu o prêmio de Melhor Diretor de Cinema de 1982 pela APCA – Associação Paulista de Críticos de Arte, com o filme “Duas Estranhas Mulheres” e também o Prêmio Governador do Estado.

Nas artes plásticas, desenvolve uma obra pessoal e está presente nos principais salões de arte do país, inclusive o XXI Salão Nacional de Artes Plásticas onde recebeu o Prêmio Brasília de Artes Plásticas e a 21ª Bienal Internacional de São Paulo em 1991.

Presidiu o 17º Salão de Arte Contemporânea de Ribeirão Preto, participou como Membro de Júri de outros importantes salões e faz a concepção visual do Grupo Fora do sériO desde 1992. Produziu para o grupo quatorze espetáculos, entre eles Mistério Bufo (92), O Asno (94), O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá (96), Helênica (99), O Casamento do Capitão Cagapau (01), Onde Não Houver Um Inimigo Urge Criar Um (02), e A Ilha do Dr. Moreau (05). Fez cenografia e adereços dos quatorze e dirigiu quatro, sendo o Auto da Barca do Inferno (03) indicado para o Prêmio Shell de 2003.

Aprendeu técnicas de máscara teatral em couro no Seminario Laboratorio Internazionale, no Centro Maschere e Strutture Gestuali em Pádova na Itália em 96 e 98 tendo como mestre Donato Sartori. Suas máscaras foram expostas no Centro Cultural São Paulo (00), no MARP, Museu de Arte de Ribeirão Preto (00), no Centro Cultural Horácio Cervantes em Colima, México (08).

No ano de 2010 comemora 40 anos de atividades profissionais com a exposição “Ícones Outras Palavras” no MARP Museu de Arte de Ribeirão Preto. Em 2011, no RibeirãoShopping em Ribeirão Preto, sua exposição de máscaras marcou a presença de mais de 40 mil visitantes.

Em 2021, a exposição “Ícones Outras Palavras” ganha o Prêmio Funarte de Arte Contemporânea 2012 e as obras são expostas na Galeria Fayga Ostrower no Complexo Cultural da Funarte Brasília. No total, entre cinema, teatro e artes plásticas, a obra de Jair Correia já foi vista por mais de dois milhões de pessoas.