Organização estuda realização do MWC 2021 de forma digital

0
36

A edição 2021 da CES já foi confirmada para janeiro como um evento 100% online. Agora é a vez do segundo grande evento do setor no ano fazer um movimento parecido. De acordo com o site TechRadar, o MWC 2021 já planeja promover alguns elementos virtuais do congresso, especialmente para aqueles que não poderão viajar para Barcelona.

Segundo a GSMA, organizadora do Mobile World Congress, o evento está marcado para 1º de março de 2021, dois meses após a CES. Se a pandemia da Covid-19 continuar, isso pode forçar o congresso a mudar para um formato virtual. “Estamos monitorando constantemente a situação, como fizemos com o MWC 2020. Isso inclui procurar aconselhamento especializado em saúde e segurança”, afirmam os organizadores.

O MWC deste ano foi cancelado em meados de fevereiro, depois que a Apple, Amazon e Sony, AT&T, BT, Cisco, Deutsche Telekom, Facebook, HMD Global (que produz os smartphones Nokia), Intel, LG, ZTE e Ericsson, McAfee, Mediatek, Nvidia, Orange, Royole, Vivo, Vodafone e Volvo retiraram suas participações, numa onda de desistências que durou uma semana. A Samsung, Huawei, Oppo, Xiaomi, Realme e Motorola haviam confirmado sua presença.

“O MWC 20 nos ensinou a permanecermos flexíveis e a dinamizarmos rapidamente as informações emergentes. A situação é complexa e nova. Estamos aprendendo o tempo todo e trabalhando com nossos parceiros para tomar todas as ações que garantam um ambiente seguro e uma experiência inspiradora”, afirmou a GSMA.

As restrições de viagens em vigor atualmente podem se estender até 2021, restringindo a participação no evento. “No MWC, houve dois milhões de reuniões, milhões em acordos realizados e interação social valiosa que une nossa indústria. Para aqueles que não podem viajar na época, estamos trabalhando para tornar alguns elementos disponíveis virtualmente”, garantem os organizadores.

Via: TechRadar

Comentários