Os fakes likes do mundo virtual

Para quem valoriza mais um ‘like’ no Facebook, que uma colher de doce de abóbora – com coco – depois do almoço vai aí um dado impressionante. Maquiavélico até. Na internet, onde se compra até artefato pra se construir bomba caseira, pode–se comprar nada menos que 300 mil seguidores e enganar os algoritmos de redes sociais por cerca de R$ 8.200. Alguns sites brasileiros “vendem” 500 seguidores, por R$ 29.

“Fazendas” de Smartphones

Na China e na Rússia principalmente, existem o que se chama de “fazendas de likes”, empresas conhecidas por criar seguidores-fantasma e falsas curtidas. São “fábricas” de exploração de cliques, na verdade, minúsculos escritórios equipados com mais de 10 mil aparelhos de smartphones enfileirados e usados para disparar curtidas e seguidores, aumentando a popularidade online dos clientes. As informações foram compiladas e publicadas em um artigo pela jornalista mineira Litza Mattos, no jornal O Tempo. Assustador.